Para usuários de tecnologia, mudanças são positivas

É cada vez mais importante evitar ficar preso a uma só plataforma – seja Windows, Apple ou Android – porque na tecnologia, mudanças são constantes

Author Photo
9:00 am - 21 de julho de 2023

Se você é um pequeno empresário ou usuário doméstico da Microsoft, provavelmente se sente, em alguns momentos, como um cidadão de segunda classe. Eu ainda me lembro quando Mark Minasi, renomado consultor de tecnologia, costumava brincar que a Microsoft desenvolvia software para as empresas da ‘Fortune 499’ – todas as principais empresas da Fortune 500, exceto a Apple –, o que significava que, ao longo dos anos, clientes empresariais e usuários domésticos estavam apenas acompanhando as ambições empresariais da Microsoft.

Isso é mais verdade do que nunca com o Windows 11. Desde suas exigências de segurança até seus requisitos de hardware aprimorados, o Windows 11 tem sido difícil de ser aceito. As exigências de hardware parecem arbitrárias e parecem destinadas a impulsionar as vendas de novos computadores. No entanto, elas têm um propósito: estabelecer bases para proteções adicionais de segurança envolvendo credenciais. O problema é que muitas pequenas empresas e usuários domésticos não podem aproveitar esses recursos de segurança por várias razões. Ou eles não veem valor em usar biometria, Windows Hello ou outras técnicas de autenticação mais robustas quando só querem usar o computador sem precisar de uma senha para fazer login.

Leia também: IA acabará com esses empregos – mas criará outros também

Muitas empresas de tecnologia estão percebendo agora que as chances de um lar ter um desktop Windows funcional estão se tornando cada vez menores. Alguns usuários migraram para computadores da Apple, por exemplo, ou agora dependem de um iPhone, iPad ou dispositivo Android. Também tenho visto os computadores da Apple conquistando espaço nas salas de reunião, enquanto os Chromebooks, do Google, estão entrando nas salas de aula. Muitos de nós, nos últimos 30 a 40 anos, estávamos totalmente imersos no ecossistema da Microsoft, mas duvido que os próximos 40 anos tenham o mesmo foco.

Às vezes, os usuários precisam fazer mudanças quando um fornecedor descontinua uma linha de produtos. Um exemplo disso é a recente notícia de que a Intel está encerrando a produção das unidades Next Unit of Compute (NUC). Pequenos e poderosos, esses dispositivos eram frequentemente usados por consultores para alimentar unidades de streaming, sinalização digital e até mesmo como desktops em aplicações de formato compacto. Às vezes, os usuários simplesmente partem para algo novo – e isso me fez pensar sobre um podcast recente que discutiu “quando é hora de abandonar um produto da Microsoft“.

Diante das muitas encruzilhadas da tecnologia nos dias de hoje, é importante evitar ficar preso e não estar disposto – ou ser incapaz – de fazer upgrade ou atualizações. Aqui estão minhas recomendações sobre como fazer isso:

  1. Considere alternativas para tecnologias como fax, digitalização e impressão. Tanto para usuários de negócios quanto domésticos, os fornecedores estão abandonando a impressão e se voltando para formatos de documento portáteis. Para muitos, um celular agora pode ser usado como dispositivo de digitalização ou para tirar uma foto de um documento. Impressoras mais antigas frequentemente não se integram bem com sistemas operacionais mais recentes, seja no Windows, Android ou Apple. E dado que, para muitas empresas, os portais de transferência eletrônica são a norma agora, e não a exceção, esteja aberto para receber documentos em formato eletrônico, e não em papel.
  2. Sempre busque a comunidade de entusiastas em busca de soluções alternativas para problemas. Por exemplo, se você acha que não pode instalar o Windows 11 sem uma conta obrigatória da Microsoft, repense essa ideia – existe uma solução alternativa. Se você está preocupado que não pode instalar o Windows 11 em hardware que não é oficialmente suportado, adivinhe – também há uma solução alternativa para isso. Se você não gosta do sistema de menu, do explorador de arquivos ou de qualquer número de problemas, existem muitas pessoas que criaram produtos comerciais para corrigir esses problemas ou criaram soluções alternativas.
  3. Não fique preso a nenhuma tecnologia que o mantenha em uma plataforma específica. Depender demais de um processo que não seja prospectivo e em constante evolução não é sábio. Se você está usando uma tecnologia que não funciona nem na plataforma Windows nem no ecossistema da Apple, há grandes chances de que essa tecnologia não dure muito tempo.
  4. Esteja disposto a aprender coisas novas. Meu pai, que em breve completará 95 anos, passou de trocar válvulas nas antigas televisões para usar regularmente seu iPhone, iPad e um computador Windows. Ele faz login em seu banco com o FaceID em seu dispositivo Apple para verificar o que foi registrado em sua conta bancária, bem como os depósitos diretos de sua aposentadoria. E agora ele tem um Apple Watch que nos alertará caso ele caia. Embora ele às vezes fique irritado com senhas, o ponto é que ele viveu muitas mudanças tecnológicas e faz questão de continuar aprendendo.

Por fim, quando se trata de tecnologia antiga, não espere que todos os seus fornecedores continuem oferecendo suporte ao sistema operacional em que você está. Chegará um momento em que a parte mais importante, nos dias de hoje, de qualquer sistema operacional – o navegador – deixará de oferecer suporte ao sistema operacional que você gosta. Portanto, quando o Firefox anuncia que setembro de 2024 é a data de encerramento do suporte ao Windows 7 e Windows 8.1, é hora de abandonar aquele computador antigo. Você não conseguirá encontrar peças com facilidade. A fonte de alimentação acabará falhando eventualmente. O disco rígido também falhará.

Portanto, faça um favor a si mesmo e migre para algo mais recente. Você só está se colocando em perigo ao manter uma tecnologia antiga em funcionamento.

Esteja disposto a abraçar as mudanças – agora mais do que nunca.

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias!

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.