China restringe exportações de grafite, conforme ‘guerra tecnológica global’ se intensifica

Anúncio ocorre após restrições de semicondutores dos EUA; tensões comerciais impactam a indústria de veículos elétricos

Author Photo
5:45 pm - 26 de outubro de 2023
Imagem: Shutterstock

Em um movimento que tem implicações significativas para a indústria de veículos elétricos (VEs), a China anunciou planos de restringir as exportações de grafite, um mineral essencial na fabricação de baterias para VEs. A medida, justificada pelo Ministério do Comércio e a Administração Geral das Alfândegas da China por motivos de segurança nacional, surge em meio a crescentes tensões comerciais entre a China e os Estados Unidos e outras nações ocidentais.

As restrições à exportação de grafite entrarão em vigor a partir de dezembro e afetarão tanto o grafite sintético, incluindo variedades de alta pureza, alta resistência e alta densidade, quanto o grafite em flocos natural.

Essas medidas comerciais têm implicações tanto no mercado interno chinês quanto nas relações comerciais internacionais, interferindo diretamente no crescente mercado de veículos elétricos e híbridos em todo o mundo. De acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos, a demanda por grafite utilizada em baterias cresceu 250% globalmente desde 2018.

Leia mais: EUA intensificam restrições de exportação de chips para a China

A Agência Internacional de Energia apontou um crescimento de 55% nas vendas desses tipos de veículos de 2021 para 2022, superando 10 milhões de unidades. A agência prevê que esse número chegue a quase 14 milhões este ano. Enquanto isso, a China detém o domínio global na produção e processamento de grafite, tendo sido responsável por cerca de 65% da produção global no ano passado, segundo o Serviço Geológico.

De acordo com Ivan Lam, Analista Sênior da Counterpoint Research ouvido pela CNN Business, a China já havia implementado controles temporários de exportação de grafite no passado, mas essas novas regras não devem ser consideradas uma “proibição completa”. Ele prevê um aumento nos preços do grafite, citando desequilíbrios entre oferta e demanda, inclusive devido à situação na Rússia, um importante fornecedor de grafite antes do conflito Rússia-Ucrânia.

As restrições de exportação de grafite pela China têm o potencial de afetar significativamente a cadeia de suprimentos de baterias de VE e também indústrias de semicondutores, aeroespacial, química e siderurgia.

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias!

*Com informações da CNN Business

Author Photo
Redação

A redação contempla textos de caráter informativo produzidos pela equipe de jornalistas do IT Forum.

Author Photo

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.