Acordo entre Telebrasil e a GSMA quer expor cases brasileiros em outros mercados

Memorando assinado entre associações durante o MWC de Barcelona também prevê trocas de experiência sobre compartilhamento de rede

Author Photo
2:20 pm - 01 de março de 2024
leis de antenas, 5G, antena, bndes, telebrasil Imagem: Shutterstock

A Telebrasil (Associação Brasileira de Telecomunicações) e a GSMA (associação global de fabricantes da indústria mobile) assinaram na quarta-feira (28), durante a MWC de Barcelona, um memorando de entendimento para “promover e disseminar os benefícios da tecnologia móvel no Brasil”. O acordo, segundo as partes, consolida a parceria entre as entidades.

A proposta das entidades é realizar atividades conjuntas que permitam o compartilhamento de informações e experiências. O objetivo final é impulsionar o desenvolvimento do setor de telecomunicações e tecnologia no Brasil.

O acordo também prevê que casos de sucesso brasileiros sejam referência para o mercado internacional.

Leia também: MWC 2024 dá a largada na era dos smartphones de IA generativa

Para o presidente executivo da Telebrasil, Marcos Ferrari, com o 5G se disseminando no território brasileiro, o ano de 2024 será de “oportunidades e desafios”. Para ele, a expansão da nova tecnologia de conectividade é “uma grande chance para alavancar a economia digital, e, também, para reduzir o abismo digital que ainda temos no País”.

“Essa parceria será muito importante para que a gente avance nessas políticas [de inclusão digital] com trocas e benchmarks internacionais”, diz o executivo, que destacou a importância de a assinatura do acordo ter sido feita no MWC, que é organizado pela GSMA.

Grandes debates

O memorando, diz Ferrari, será importante para o Brasil avançar em temas estratégicos, como o Fair Share [compartilhamento de infraestrutura de rede entre operadoras]. Para o executivo, o tema está prestes a se tornar um debate importante e o Brasil estaria na vanguarda.

Segundo a Telebrasil, os investimentos necessários em infraestrutura digital não podem ficar somente com as operadoras, e é necessário que as Big Techs, consideradas beneficiárias da rede, possam “contribuir equitativamente para a sua implantação”.

Outro tema de debate entre a Telebrasil e a GSMA e abarcado no acordo é a Reforma Tributária, com troca de experiências sobre os impactos das mudanças tributárias de consumo e, principalmente, na tributação da renda. A avaliação do setor é que mudanças nas regras atuais que aumentem tributos e obrigações terão impacto negativo no desenvolvimento do setor.

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias!

Author Photo
Redação

A redação contempla textos de caráter informativo produzidos pela equipe de jornalistas do IT Forum.

Author Photo

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.