Cresce busca por profissionais C-Level para liderar projetos temporários, diz Randstad

Tendência de C-Level as a service cresceu 23% no último ano e indica maior flexibilidade por parte das empresas e dos profissionais

Author Photo
5:45 pm - 16 de novembro de 2023
C-Level Imagem: Shutterstock

Uma pesquisa revelou que o mercado de trabalho está em busca de profissionais mais experientes para cargos de alta gestão. Estudo da Randstad, consultoria global em soluções de Recursos Humanos, revelou um crescimento de 23% na busca por esse perfil de profissionais no último ano para atuarem em projetos específicos e sob contratos.

A tendência tem até nome: C-Level as a service (CaaS) ou Talent as a Service (Taas). Segundo o estudo, esses profissionais têm atuado em processos de fusão, reestruturação, gestão de mudança, abertura de operação em um novo país ou região, desenvolvimento de novos negócios e substituição temporária em todos os segmentos, principalmente na indústria, varejo, mineração, tecnologia, bens de consumo, infraestrutura e alimentos.

A Randstad destaca que, desde 2022, quando passou por uma reestruturação na sua liderança de executive search, já foram contratados cerca de 30 profissionais a nível executivo. Hoje, a empresa já computa mais de 400 candidatos em seu banco de talentos.

Leia mais: 93% dos CIOs pretendem aumentar seus orçamentos de TI

“A contratação por projeto específico traz inúmeros benefícios, tanto para candidatos, que podem aportar toda sua vivência e atuar de forma mais flexível, quanto para as companhias, que passam a ter acesso a profissionais altamente qualificados e com expertise multicultural. Eles agregam assertividade e habilidade sob medida para atender necessidades com rápida implementação, que exigem eficiência”, explica Guilherme Filgueiras, gerente da unidade de negócios Professionals da Randstad Brasil.

De acordo com o estudo, as empresas que atuam com este modelo de contratação buscam por profissionais consolidados no mundo corporativo e especialistas, que trazem em sua bagagem liderança nata, inteligência emocional, rápida adaptabilidade e capacidade de gerenciar diversos conflitos.

“São pessoas que buscam por flexibilidade para equilibrar a vida familiar, evitar rotinas intensas e cansativas, e até atuar em projetos pessoais. Em determinado ponto da trajetória profissional, a dinâmica de se deparar com ambientes, tarefas e pessoas variadas a cada objetivo a ser cumprido tende a ser mais empolgante e os move por diferentes desafios”, completa Filgueiras.

Por lei, o modelo de contratação temporária destes profissionais tem um teto de 270 dias. Já para os trabalhadores terceirizados a lei não prevê um tempo limite, mas as empresas costumam contratá-los por, no máximo, dois anos. Nesse escopo, o especialista da Randstad chama a atenção para o crescimento dos diferentes formatos.

“À medida que novos modelos de negócios surgem, as empresas passam a ter acesso a executivos com alto conhecimento ou experiência relevante para atuar em projetos específicos. Vemos que esse é um mercado emergente, com dados da Future Market Insights (FMI) que revelam que o mercado de oferta de profissionais sob demanda deve saltar de US$ 387 milhões para US$ 1,1 bilhão até 2032, com um crescimento anual (CAGR) de 11,7%. Um crescimento e tanto, por isso é uma de nossas apostas”, conclui Filgueiras.

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias!

Author Photo
Redação

A Redação do IT Forum contempla textos de caráter informativo produzidos pelo time de jornalistas da IT Mídia. 

Author Photo

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.