Miguel Nicolelis e universidade italiana anunciam polo de neurotecnologia

Instituto Nicolelis e Universidade Vita-Salute San Raffaele vão criar polo de neuroreabilitação em Milão, na Itália

Author Photo
2:00 pm - 06 de março de 2024
miguel nicolelis Miguel Nicolelis. Imagem: Wikimedia

O Instituto Nicolelis de Estudos Avançados do Cérebro, anunciado em 2023 pelo renomado neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis, anunciou essa semana uma parceria de longo prazo com o Hospital IRCCS San Raffaele e a Universidade Vita-Salute San Raffaele, ambos em Milão, na Itália, com o objetivo de estabelecer um polo de neurotecnologia no campus das instituições.

O Instituto é vinculado à Associação Alberto Santos Dumont para Apoio à Pesquisa. O objetivo da parceria é implantar, em “larga escala”, neurotecnologias e protocolos de neuroreabilitação com base em interfaces cérebro-máquina não invasivas (ICMn) novas e genéricas. Essas interfaces servirão de base para protocolos de neuroreabilitação e terapias para tratamento de pessoas que sofrem de várias doenças neurológicas, incluindo lesão medular, doença de Parkinson, derrames, esclerose múltipla e epilepsia crônica.

EXCLUSIVA: TrackingTrade fatura R$ 25 milhões em 2023

Estima-se que mais de 1 bilhão de pessoas no mundo sejam acometidas por algum tipo de disfunção cerebral, incluindo doenças neurológicas e psiquiátricas. Até 2030, o custo para tratar essas pessoas pode chegar próximo a seis trilhões de dólares, segundo o Instituto.

Assim, o objetivo é desenvolver terapias e tecnologias de neuroreabilitação clinicamente seguras e eficientes, mas também de baixo custo para atender essas pessoas em longo prazo. O Instituto diz que, nos últimos 20 anos, foi possível demostrar que é perfeitamente possível conectar um cérebro humano às ferramentas eletrônicas através de interfaces cérebro-máquina para criar “aparatos neuroprostéticos e estabelecer protocolos de neuroreabilitação inovadores” que “tem surgido como uma potente abordagem para enfrentar este enorme desafio global no cuidado à saúde.”

Missão em San Raffaele

Segundo o Instituto, o Polo de Neurotecnologia San Raffaele terá a missão de prover aos pacientes da Itália e Europa acesso integral a modernos protocolos de neuroreabilitação e neurotecnologias desenvolvidas originalmente pela equipe brasileira multidisciplinar liderada por Nicolelis, que é professor emérito da Duke University Medical Center, nos Estados Unidos, e presidente do Instituto Nicolelis de Estudos Avançados do Cérebro.

Junto com John Chapin, Nicolelis criou, no final dos anos 90, a abordagem neurofisiológica que eles denominaram interface cérebro-máquina. Nos últimos 25 anos, Nicolelis e sua equipe de pesquisadores nos EUA e Brasil desenvolveram múltiplas aplicações clínicas, baseadas em diferentes arranjos de ICM, combinadas com múltiplas ferramentas derivadas dos campos da realidade virtual e robótica.

“Esta parceria internacional permitirá às pessoas acometidas de doenças neurológicas o acesso a tecnologias de ICM não invasivas de última geração, que são seguras, de baixo custo, e altamente eficazes. Estou certo de que meu grande amigo John Chapin, que criou esta tecnologia comigo, se orgulharia deste anúncio”, diz Nicolelis, em comunicado enviado à imprensa.

Além do Centro de Neuroreabilitação, a fase inicial do Polo de Neurotecnologia San Raffaele também prevê o estabelecimento de um Laboratório de Neurodados e uma Iniciativa de Neurotelemedicina. Além destes, uma série de iniciativas educacionais também estão planejadas, incluindo a criação de um Programa de Neuroreabilitação para profissionais da saúde, um curso global em ICM, um Programa de bolsas de graduação, e, eventualmente, um Programa de Graduação em Neuroreabilitação de ICM.

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias! 

Author Photo
Redação

A redação contempla textos de caráter informativo produzidos pela equipe de jornalistas do IT Forum.

Author Photo

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.