GlobalSign: fim do phishing é possível

Presidente da empresa, Luiza Dias, defende que quando o assunto é phishing solução está na identidade verificada e não nas credenciais

Author Photo
8:04 am - 30 de outubro de 2023
Luiza Dias, presidente da GlobalSign no Brasil. Foto: Divulgação

Em meio ao cenário complexo de ameaças digitais que as empresas enfrentam diariamente, Luiza Dias, presidente da GlobalSign, autoridade de identidade digital, revela uma visão inovadora sobre como combater um dos ataques mais comuns e prejudiciais: o phishing. Segundo a Kaspersky, o Brasil é o quarto no mundo que mais sofre phishing via e-mail e essa ameaça é a mais comum em solo nacional porque é muito fácil de criá-lo.

Em conversa com o IT Forum, Luiza apontou uma abordagem que pode revolucionar o campo da segurança cibernética e eliminar uma grande parte dos ataques de phishing.

Ela ressalta que apesar dos avanços em tecnologias como Inteligência Artificial (IA) e integrações complexas, e preocupações de segurança com soluções emergentes, cerca de 80% dos ataques ainda ocorrem via e-mails. Por isso, é preciso voltar ao básico e criar estratégias para blindar essas mensagens. “Se tenho recursos e equipe limitada, vou me perguntar: vou me voltar para onde estão os problemas, gerenciar identidades etc”, enfatiza. É aqui que entra o modelo de negócio da GlobalSign, focado em gerenciar identidades de forma diferenciada.

Ela enfatiza que a solução para o phishing é mais simples e acessível do que muitos pensam. “Phishing tem solução”, sintetiza. A GlobalSign oferece uma solução que carrega identidade em cada e-mail, conta. Os e-mails podem ser criptografados, e se forem interceptados, uma faixa indica que ele foi alterado, reduzindo drasticamente a probabilidade de a pessoa cair em links maliciosos.

E mail phishing GlobalSign: fim do phishing é possível

E-mail original

E mail phishing2 GlobalSign: fim do phishing é possível

E-mail alterado

A executiva reforça que é preciso focar na identidade e explica: enquanto uma credencial é como um crachá de uma empresa, a identidade é como uma carteira de identidade emitida pela polícia – algo inviolável e confiável. “A GlobalSign trabalha nos bastidores, garantindo segurança de identidade”, conta.

Educação é preciso

Nesse contexto, em vez de treinamentos convencionais que se concentram em tipos de golpes, a executiva propõe uma abordagem diferente: “Verifique a identidade.” Em vez de criar armadilhas para pegar funcionários desprevenidos, ela acredita em educar em massa sobre a verificação de credenciais, o que, segundo ela, identifica não apenas os problemas, mas também permite correções eficientes.

A executiva conta que ao focar na identidade e educar as organizações sobre a verificação dela, a empresa está pavimentando o caminho para um ambiente digital mais seguro e confiável.

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias!

Author Photo
Déborah Oliveira

Editora-chefe e diretora de Conteúdo do IT Forum, Déborah Oliveira é jornalista com mais de 17 anos de experiência na área de TI. Tem passagens pelas redações da Computerworld, CIO e IDG Now!. Bacharel em Jornalismo, com graduação executiva em Marketing, e MBA em Marketing. Em 2018, foi vencedora do prêmio de melhor Jornalista de TI no Brasil, do Cecom. Em 2019 e 2020, foi destaque do mesmo prêmio na categoria Telecom. É uma das autoras do livro “Da Informática à Tecnologia da Informação – Jornalistas Contam Suas Histórias”, pela editora Reality Books, lançado em 2020.

Author Photo

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.