Principais empresas da América Latina e Caribe consideram IA e Open Finance fundamentais, segundo estudo

Tecnologias são as tendências mais monitoradas com as organizações já reformulando suas estruturas, segundo relatório da Visa

Author Photo
5:40 pm - 26 de fevereiro de 2024
Inteligência Artificial e o impacto econômico na américa latina Imagem: Shutterstock

Em meio aos atuais desafios macroeconômicos, a América Latina e Caribe vem se mostrando um terreno fértil para resiliência e inovação, com muitas empresas proeminentes liderando inovações em escala e impulsionando a região rumo a um futuro digital próspero. É o que apontam os resultados do novo Índice de Inovação da Visa (NYSE: V), que identificou que IA e Open Finance são as tecnologias de ponta que atualmente inspiram as principais companhias da região a transformar suas operações, modernizar sua infraestrutura de back-end e fornecer ofertas personalizadas baseadas em dados a custos mais baixos. 

Leia mais: Microsoft fecha acordo com a empresa francesa Mistral AI, principal concorrente da OpenAI na EU

A pesquisa, realizada com 122 empresas líderes em 10 mercados da América Latina e Caribe, destaca que a maioria das organizações entrevistadas (75%) considera que IA e Open Finance/Banking transformarão seus negócios nos próximos dois anos. Essas duas tecnologias, juntamente com cripto/blockchain e pagamentos em tempo real (incluindo carteiras digitais), são consideradas as quatro principais inovações que afetarão o sistema de negócios na região nos próximos 5 a 7 anos.

Aqui estão as principais conclusões do Estudo de Inovação da Visa: 

A chegada da IA generativa na América Latina e no Caribe 

A pesquisa da Visa revela que a maioria das empresas pesquisadas reconhece que a IA generativa será a tecnologia ideal para todos que quiserem inovar, manter sua competitividade e crescer. 

O estudo mostra que a maioria das organizações (86%) já está realizando um piloto ou usando uma ferramenta de IA generativa, mas muitas ainda estão explorando como integrar totalmente a IA às suas operações, equilibrando custos, questões de privacidade e outras necessidades operacionais.  

Entre as 72 empresas que forneceram perspectivas adicionais sobre o uso de IA, 54% estão usando para automação de atendimento ao cliente/chatbot, 48% para prevenção de fraude, 45% para escrever código e 44% para gerar novos conteúdos de marketing.

O Open Finance está impulsionando produtos novos e personalizados 

O Open Finance permite que os consumidores se conectem e compartilhem dados de forma segura em todo o sistema financeiro, permitindo que as empresas ofereçam uma experiência de comércio personalizada e baseada em dados. O estudo mostra um crescente entusiasmo por Open Finance, com 75% das empresas pesquisadas já nas etapas de categorização ou expansão. 

Em termos de mercados, o Brasil se destaca como líder em Open Finance, alcançando cinco milhões de contas conectadas em 1,5 anos, cinco vezes mais rápido do que o Reino Unido. Mercados como Colômbia e México estão desenvolvendo regulamentos para Open Finance, enquanto a Argentina e o Peru estão nos estágios iniciais das discussões.

Rumo à tecnologia baseada em blockchain 

A inovação em blockchain está surgindo na forma de contratos inteligentes, tokenização de ativos do mundo real (RWA) e moedas digitais de bancos centrais. Na verdade, a cripto/blockchain foi selecionada como a terceira tecnologia que mais deve impactar a transformação das empresas da região.  

Na América Latina e no Caribe, estamos testemunhando os primeiros relances dessa tecnologia com algumas empresas que usam blockchain para tokenizar mercadorias, depósitos bancários e outros Ativos do Mundo Real (RWA). Esse é o caso do Agrotoken, uma empresa Argentina que usa uma tokenização baseada em blockchain para ajudar fazendeiros a converter grãos em criptoativos reais e confiáveis, democratizando a agroindústria e descobrindo novas oportunidades de crescimento.

Pagamentos em tempo real podem desbloquear trilhões de dólares em capital 

O estudo mostra que nos próximos 2 a 7 anos, a região vai gravitar em direção às redes de valor digital impulsionadas por Pagamentos em Tempo Real (RTP), com pagamentos instantâneos e interoperáveis de qualquer tipo de valor digital (por exemplo, cripto, pontos de fidelidade, ativos tokenizados do mundo real e NFTs). As redes de RTP e carteiras P2P estão ajudando a modernizar os pagamentos na América Latina e no Caribe, e 29% dos entrevistados da pesquisa afirmam que são as principais e mais empolgantes tendências em pagamentos.  

A rede de pagamentos em tempo real do Banco Central do Brasil tornou-se uma sensação global, enquanto no Peru, na Colômbia, na Argentina e no Chile as carteiras móveis que permitem P2P instantâneo são uma história de sucesso. 

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias! 

Author Photo
Redação

A redação contempla textos de caráter informativo produzidos pela equipe de jornalistas do IT Forum.

Author Photo

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.