Assistente de IA M365 Copilot, da Microsoft, recebe integrações com apps de terceiros

Extensões permitirão que os usuários do pacote da Microsoft conectem o aplicativo a fornecedores terceiros, como Atlassian, ServiceNow e Mural

Author Photo
3:55 pm - 07 de junho de 2023
Microsoft Imagem: Shutterstock

A Microsoft permitirá que os clientes conectem seu M365 Copilot a outros aplicativos por meio de integrações de “plug-ins”, dando efetivamente ao assistente de IA generativa acesso a dados de milhares de ferramentas de software de terceiros, anunciou a empresa nesta terça-feira (23) em sua conferência de desenvolvedores Build.

O assistente de IA, lançado em março, usa o modelo de linguagem grande (LLM) ChatGPT-4, da OpenAI, para automatizar processos no Word, Outlook, Teams e outros aplicativos no pacote M365. Nas últimas semanas, a empresa continuou a adicionar novas maneiras de os clientes acessarem o Copilot nos aplicativos M365 e estendeu uma visualização privada para 600 empresas.

As novas “extensões de plug-in” atuam essencialmente como uma ponte entre o Copilot e outros softwares acessados por uma empresa, permitindo que o assistente de IA acesse uma gama mais ampla de dados. Isso pode incluir aplicativos internos criados em uma organização ou ferramentas de terceiros.

“Simplificando, os plug-ins são a conexão entre os copilotos e o resto do mundo digital”, disse Frank X. Shaw, Diretor de Comunicações da Microsoft, em um briefing pré-gravado antes do evento Build.

A adição de plug-ins muda o M365 Copilot de um “produto para uma estratégia de plataforma” para a Microsoft, disse Ritu Jyoti, Vice-Presidente do Grupo de Pesquisa de Mercado Mundial de Inteligência Artificial (IA) e de Automação do IDC. “Podemos pensar no Microsoft 365 Copilot como o ‘sistema operacional’ do futuro, e os plug-ins são as ferramentas para empresas e ISVs participarem do novo ecossistema que está sendo criado”.

Leia também: Criadores do ChatGPT e outros líderes querem reduzir risco de extinção global da IA

A adição de plug-ins ao Copilot ajuda os usuários a trabalhar sem trocar de aplicativo, disse Adam Preset, Analista Vice-Presidente de Trabalho Digital do Gartner. A mudança também é boa para a companhia.

“Outros fornecedores de aplicativos de produtividade podem querer que a atenção dos funcionários se desloque para seus aplicativos e se afaste da Microsoft”, disse ele. “Isso é mais difícil se aplicativos como o Microsoft Teams e o Microsoft Outlook já são o centro de gravidade do trabalho em algumas organizações”.

As empresas participantes do acesso antecipado do M365 Copilot poderão acessar 50 plug-ins criados por fornecedores de software, incluindo Atlassian, Adobe, ServiceNow e Mural, com “milhares mais” disponíveis nos próximos meses, disse a Microsoft.

“Muitos desenvolvedores serão solicitados a entrar na onda para que seus aplicativos permaneçam presentes e visíveis como parte dessa história de IA”, disse Preset.

À medida que mais plug-ins são criados, a utilidade das integrações individuais será mais importante do que a amplitude das ofertas, argumentou. “Quão bons serão os plugins? Vamos torcer por plugins de alta qualidade com profundidade real de capacidade e funcionalidade. Caso contrário, as pessoas frustradas com plug-ins rasos com utilidade limitada acabarão mudando de contexto para diferentes aplicativos como estão fazendo hoje”, disse Preset.

Veja mais: A briga contra a ‘shadow IT’ em 2023

Existem diferentes maneiras de integrar o M365 Copilot a outros aplicativos, disse a empresa. Uma é por meio do uso do formato de plug-in da OpenAI, que permite que o chatbot ChatGPT do fornecedor de software de IA se integre a aplicativos externos. Na Build, a Microsoft anunciou que adotará o mesmo padrão de plug-in aberto do OpenAI – do qual é parte – para permitir a interoperabilidade entre o ChatGPT, o M365 Copilot, o assistente Bing AI, da Microsoft, e os assistentes Copilot AI, criados para seu Dynamics 365, Power Platform e produtos de segurança.

Outras maneiras de conectar plug-ins para o Copilot são por meio de extensões de mensagem do Teams e conectores da Power Platform, disse a Microsoft.

“Os desenvolvedores que já criaram integrações com o ecossistema da Microsoft, como extensões de mensagens do Teams e conectores Power Platform, verão essas integrações funcionarem automaticamente como plug-ins, dando aos usuários acesso a milhares de plug-ins de linha de negócios e ISV no primeiro dia”, disse Jyoti.

Entre os outros anúncios na Build, a Microsoft disse que o M365 Copilot será integrado nativamente em seu navegador Edge.

Leia mais: Watsonx, da IBM, pode ser um divisor de águas da IA generativa

“Em combinação com o Edge, o Microsoft 365 Copilot se torna ainda mais intuitivo, seguindo o contexto do que você está vendo no navegador para fornecer melhores respostas”, disse Lindsay Kubasik, Gerente de Produto do grupo Edge Enterprise, em um post de blog na terça-feira. “Por exemplo, ao olhar para um arquivo que seu colega compartilhou, você pode simplesmente perguntar: ‘Quais são as principais conclusões deste documento?’”

Um novo Copilot também foi anunciado para o Windows 11.

“O Windows é a primeira plataforma de PC a fornecer assistência de IA centralizada para os clientes”, disse o Diretor de Produtos da Microsoft, Panos Panay, em um post de blog. O Windows Copilot pode ser acessado diretamente da barra de tarefas do Windows 11 por meio de um ícone do Copilot. Isso funcionará de maneira semelhante ao Bing Chat da Microsoft, com usuários capazes de fazer perguntas em linguagem natural e direcionar o assistente de IA para reescrever ou resumir o conteúdo escrito.

O Windows Copilot estará disponível em pré-visualização para o Windows 11 em junho.

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias!

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.