Setores de TI, saúde e financeiro devem estar atentos a estes desafios em 2024

Escassez de profissionais qualificados e as ameaças de phishing impulsionadas pela IA devem seguir desafiando as empresas

Author Photo
9:57 am - 10 de janeiro de 2024
setores de TI Imagem: Shutterstock

O aumento da digitalização e a popularização de ferramentas como o ChatGPT para otimizar operações em diversos setores pode oferecer novos desafios em cibersegurança para as organizações. Soma-se a isso a escassez de profissionais qualificados e as ameaças de phishing impulsionadas pela inteligência artificial.

Helder Ferrão, Gerente de Marketing para as Indústrias da Akamai na América Latina, alerta que este cenário de ameaças cibernéticas não apenas coloca em risco a segurança de dados empresariais, mas também ameaça diretamente a estabilidade financeira de organizações e indivíduos.

“Adotar novas tecnologias com responsabilidade, compreendendo as vulnerabilidades, é crucial. Em nossas previsões, enfatizamos as áreas de Tecnologia, Saúde e Financeira, preparando-as para mudanças regulatórias, falta de profissionais qualificados e a crescente sofisticação dos ataques cibernéticos”, acrescenta Ferrão.

Leia mais: Os desafios da transparência no Brasil e os caminhos para a democratização do acesso à informação

Na lista abaixo, o especialista destaca os principais desafios em cibersegurança para os setores de Tecnologia, Saúde e Financeiros, que irão exigir estratégias e proatividade das organizações neste ano.

Tecnologia

Ferrão lembra que mesmo com o auxílio de tecnologias avançadas como a inteligência artificial (IA) e o machine learning (ML), as empresas estão enfrentando dificuldades para encontrar profissionais com as habilidades certas. “A demanda atual e futura por profissionais qualificados na área de segurança de dados é crescente, e a colaboração com empresas especialistas ou profissionais tercerizados tornou-se uma estratégia valiosa para superar essa lacuna, especialmente em tarefas menos essenciais.”

Os CTOs e CISOs estão lidando com mudanças significativas nos modelos de operacionais de TI, o que significa que as empresas estão se concentrando em trabalhar com fornecedores confiáveis que possam oferecer suporte sempre que necessário.

A Akamai também prevê um aumento em dois tipos de ataques cibernéticos. Um deles é o ataque DDoS, onde muitos dispositivos trabalham juntos para sobrecarregar um sistema, tornando-o inacessível. O outro tipo de ataque é contra APIs, que são como “tradutores” que ajudam diferentes programas e aplicações a se entenderem e trocarem informações. Segundo Ferrão, “É crucial que as organizações invistam em ferramentas para detectar e reduzir esses tipos de ataques, especialmente aqueles direcionados a sites e aplicativos de negócio e relacionamento com clientes.”

Além disso, mais países devem criar regras e regulamentações para garantir a segurança digital. Isso inclui leis como a EU Digital Operational Resilience Act (DORA), que foi criada para lidar com as novas formas de ataques cibernéticos.

Saúde

A Inteligência Artificial generativa na área da Saúde também trará desafios, com ciberataques ficando mais sofisticados com o uso da Inteligência Artificial.

Ferrão lembra que a proteção de dados é vital, não só para manter a segurança online, mas também para garantir que todos possam acessar serviços de saúde de maneira equitativa.

“Entender padrões ligados a desigualdades sociais pode melhorar significativamente a vida financeira e de saúde das pessoas, especialmente em momentos de desafios, como o que o Brasil e outros países enfrentaram recentemente”, ressalta.

Setor financeiro

A integração de tecnologias avançadas revoluciona os setores financeiro, de cartões de crédito e de novas soluções bancárias, buscando facilitar transações e aprimorar a experiência do usuário. No entanto, essa evolução não ocorre sem desafios, especialmente no que diz respeito à segurança de dados.

Em ambientes financeiros, a proteção de dados é crucial para assegurar a confiança dos usuários, garantindo a integridade das transações e a confidencialidade das informações. Ferrão destaca a importância dessa abordagem: “Em um mundo onde as transações financeiras são cada vez mais digitais e instantâneas, a segurança dos dados é essencial para resguardar os usuários de possíveis fraudes e manter a estabilidade dos serviços financeiros.”

Para ficar atentos a possíveis ameaças, as pessoas devem seguir práticas simples, como atualizar senhas regularmente, ativar autenticação de dois fatores e manter-se informadas sobre os métodos usados por cibercriminosos. Além disso, as empresas devem investir constantemente em tecnologias de segurança e em treinamentos para seus colaboradores, construindo um ambiente digital mais seguro para todos.

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias!

Author Photo
Redação

A redação contempla textos de caráter informativo produzidos pela equipe de jornalistas do IT Forum.

Author Photo

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.