Regeneração da Amazônia: tecnologia e inovação são chave

Txai Surui e advogada especialista em justiça climática apontam que o conhecimento, a tecnologia e a vontade coletiva são necessárias para mudança

Author Photo
10:32 am - 14 de março de 2024
Colette Pichon Battle, Angela Pinhat e Txai Surui Colette Pichon Battle, Angela Pinhat e Txai Surui

A Amazônia encontra-se em um momento crítico. Com as taxas de desmatamento disparando e os impactos das mudanças climáticas se intensificando, ações são fundamentais para proteger e regenerar esse ecossistema.

No painel “Bioeconomy: Thriving in the Amazon Rainforest”, realizado ontem (13/3), no SXSW, que acontece em Austin, no Estados Unidos, especialistas convergiram para discutir abordagens inovadoras para preservar a Amazônia, enfatizando a interseção entre tecnologia, conhecimento tradicional e a necessidade de mudanças sistêmicas. O painel foi moderado por Angela Pinhat, diretora de sustentabilidade da Natura & Co América Latina.

Txai Surui, representando a Associação Kanindé de Defesa Etnoambiental, abriu a discussão destacando a conexão intrínseca entre as comunidades indígenas e a floresta. “Para o meu povo, as árvores são sagradas. Elas não são apenas recursos a serem explorados, mas membros integrais de nossa família”, expressou Txai. “Devemos proteger não apenas nossas vidas, mas todas as vidas que habitam essas florestas – os rios, as árvores e a riqueza de conhecimento mantida pelos povos indígenas.”

Colette Pichon Battle, sócia da Taproot Earth, advogada premiada e organizadora de justiça climática, abordou as raízes sistêmicas da crise, apontando um dedo para o capitalismo e sua busca implacável pelo lucro. “O problema é o capitalismo”, provocou. “Estamos sacrificando a Amazônia, os pulmões de nossa Terra, em prol das margens de lucro e do consumismo. É hora de reconhecer que nosso modelo econômico atual é fundamentalmente falho e insustentável.”

Ambas as palestrantes enfatizaram a necessidade de ação coletiva e mudança sistêmica. “Não estamos separados da natureza; somos parte dela”, reiterou Txai. “É imperativo que priorizemos a proteção daqueles que defendem as florestas e implementemos tecnologias que trabalhem com, e não contra, a natureza.”

Colette reforçou a fala. “Não podemos continuar com o status quo. Mudanças incrementais não serão suficientes”, ela enfatizou. “Precisamos desafiar os sistemas de dominação e priorizar soluções inovadoras que realmente beneficiem tanto as pessoas quanto o planeta.”

As especialistas enfatizaram a importância de abordar não apenas os sintomas, mas também as causas fundamentais da crise. “Devemos confrontar a mentalidade extrativista que vê a natureza como uma mercadoria a ser explorada”, afirmou Txai. “Inovação não significa extrair mais; significa encontrar maneiras melhores e mais sustentáveis de coexistir com nosso ambiente.”

Ao final, mensagem era clara: o momento para ação é agora. “Estamos em uma encruzilhada”, declarou Colette. “Temos o conhecimento, a tecnologia e a vontade coletiva para efetuar mudanças. Vamos aproveitar esse poder para regenerar a Amazônia e garantir um futuro sustentável para todos”, finalizou.

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias!

Tags:
Author Photo
Déborah Oliveira

Editora-chefe e diretora de Conteúdo do IT Forum, Déborah Oliveira é jornalista com mais de 17 anos de experiência na área de TI. Tem passagens pelas redações da Computerworld, CIO e IDG Now!. Bacharel em Jornalismo, com graduação executiva em Marketing, e MBA em Marketing. Em 2018, foi vencedora do prêmio de melhor Jornalista de TI no Brasil, do Cecom. Em 2019 e 2020, foi destaque do mesmo prêmio na categoria Telecom. É uma das autoras do livro “Da Informática à Tecnologia da Informação – Jornalistas Contam Suas Histórias”, pela editora Reality Books, lançado em 2020.

Author Photo

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.