O papel da educação na preparação da força de trabalho do futuro

O debate de como podemos melhorar a experiência e o aprendizado dos alunos por meio da adoção da IAG se fez presente no SXSW 2024

Author Photo
9:30 am - 14 de março de 2024
SXSW educação Fonte: Shutterstock

A frase de Albert Einstein “A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original” representa perfeitamente o espírito do SXSW, pois ninguém sai do festival indiferente ao que acompanhou. As experiências de aprendizagem são significativas e proporcionam muitos insights.

A edição de 2024 está, naturalmente, muito pautada por Inteligência Artificial Generativa (IAG), e, na qualidade de um executivo do setor de educação, essa tecnologia é um dos meus maiores interesses. Como podemos melhorar a experiência e o aprendizado dos nossos alunos por meio da adoção da IA Generativa? Qual pode ser o impacto da IAG nas profissões atuais e nas que ainda serão criadas?

Leia mais: IA têm mudado como empresas pensam futuro, diz especialista da Microsoft 

Neste sentido, duas sessões que acompanhei merecem destaque: Building Careers, Not Just Jobs: Workforce Development in Growing Cities, um super debate com prefeitos das três cidades de maior crescimento nos Estados Unidos (Quinton Lucas, de Kansas City, Ron Nirenberg, de San Antonio, e Kirk Watson, de Austin), e Will AI Replace Healthcare Workers? No, But It Will Turn Them Into Tech Workers, outra grande discussão com Claudia Lucchinetti, da The University of Texas at Austin; Sunita Mishra, da Amazon; Aneesh Raman, do LinkedIn; e Jim Swanson, da Johnson & Johnson.

Esses debates sobre educação formal destacaram o seu papel crucial na preparação da força de trabalho para o futuro. É fundamental planejar e ter uma visão de longo prazo, considerando as dinâmicas socioeconômicas e demográficas. Atualizar os currículos com conteúdos e métodos de ensino inovadores também é essencial para atender às novas demandas do mercado de trabalho.

Ao mesmo tempo, é preciso considerar o perfil em constante mudança dos alunos, que também são influenciados pelas tecnologias, como a Inteligência Artificial Generativa. Discussão muito pertinente para nós da Cogna, uma vez que temos a missão de ser a mais digital das empresas de educação do país e estamos avançando na nossa jornada de digitalização com o lançamento de projetos em Inteligência Artificial.

Tanto que a Cogna está no seleto grupo de 4% das empresas em todo o mundo que estão na fase de produção de projetos de IA Generativa, segundo pesquisa da Gartner de 2023. A tecnologia soma ainda mais à ambidestria que guia a companhia no desenvolvimento de novos modelos de negócio dentro da operação, gerando oportunidades que vão além do core business original.

Refletir sobre como as mudanças socioeconômicas e tecnológicas podem influenciar a demanda por diferentes perfis profissionais no futuro, como podemos garantir que a educação formal esteja preparada para atender às necessidades do mercado de trabalho em constante mudança, e como podemos desenvolver produtos educacionais que sejam eficazes e engajadores para os alunos em constante evolução – e o papel da IAG neste cenário – são preponderantes para o futuro da educação. Acredito que a educação é a chave para o progresso e que, juntos, podemos impulsionar cada um a construir a melhor versão de si.

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias!

Tags:
Author Photo
Rodrigo Cavalcanti

Sócio e VP de Experiência e Sucesso do Aluno da Cogna.

Author Photo

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.