EUA concedem subsídio recorde à GlobalFoundries para fabricação de chips

Governo Biden e GlobalFoundries aliam-se para impulsionar a indústria de semicondutores e reduzir a dependência externa da tecnologia

Author Photo
1:30 pm - 22 de fevereiro de 2024
semicondutores KPMG, GlobalFoundries Imagem: Shutterstock

O governo dos Estados Unidos investirá US$ 1,5 bilhão na construção de uma nova fábrica de chips em Nova York, como parte do Chips Act, de acordo com informações do Washington Post. A parceria com a GlobalFoundries visa fortalecer a produção nacional de semicondutores, reduzindo a dependência externa diante de preocupações com a cadeia de suprimentos e ameaças geopolíticas.

O aporte, o terceiro do Chips Act assinado pelo presidente Joe Biden em 2022, destina US$ 52 bilhões à produção de semicondutores no país. O objetivo é diminuir a dependência dos EUA de fabricantes estrangeiros, fortalecendo a produção doméstica de chips essenciais para a indústria e a defesa, segundo Gina Raimondo, secretária de Comércio dos EUA.

A GlobalFoundries receberá o subsídio para construir uma nova fábrica em Malta, Nova York, para produzir chips avançados não fabricados atualmente nos Estados Unidos. A empresa é a única dos cinco maiores fabricantes de chips mundialmente sediada nos EUA; as outras quatro estão na China, Coreia do Sul e Taiwan. O subsídio também será usado para expandir a fábrica existente em Malta e modernizar uma terceira em Burlington, Vermont.

Leia também: 10 invenções da NASA que usamos no nosso dia a dia

A fabricante de semicondutores norte-americana buscou subsídios do Chips Act para expandir sua presença de fabricação nos EUA, com incentivos de crédito tributário de US$ 24 bilhões ao longo de uma década. As expansões visam triplicar a capacidade do campus em Nova York para 1 milhão de pastilhas de silício por ano. O financiamento também permitirá que a instalação em Burlington lidere a produção de chips de última geração para veículos e sistemas elétricos.

A atualização da Fab 8, como é conhecida a fábrica existente em Malta, possibilitará à empresa ampliar a produção de chips automotivos para a General Motors, que fechou acordo exclusivo com a GlobalFoundries no ano passado. Além do subsídio de US$ 1,5 bilhão, o governo Biden disponibilizou à empresa US$ 1,6 bilhão em empréstimos para construção e atualizações, segundo o jornal.

Não há cronograma definido para a construção, e o dinheiro será liberado conforme o progresso do projeto. Com o aporte, prevê-se a criação de 1.500 empregos na manufatura e 9.000 na construção, focando na nova fábrica.

O subsídio à GlobalFoundries é o mais significativo até agora da Lei, parte de uma série de investimentos do governo. Outros beneficiários incluem a BAE Systems, que receberá US$ 35 milhões, e a Microchip Technology, com US$ 162 milhões. Autoridades do governo planejam anunciar novos aportes em breve.

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias!

Author Photo
Redação

A redação contempla textos de caráter informativo produzidos pela equipe de jornalistas do IT Forum.

Author Photo

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.