Capacitação em tecnologia melhora vida de 8 em 10 pessoas, indica estudo

Pesquisa da Serasa Experian diz que 45% dos que participaram de projetos de inclusão conseguiram emprego, e 65% aumentaram renda mensal

Author Photo
3:30 pm - 19 de fevereiro de 2024
capacitação, estudo, aprendizado, mulher, IA, brasileiros, Foto: Shuttestock

Cursos de capacitação gratuitos na área de tecnologia no Brasil trazem bons resultados, aumentando a empregabilidade daqueles que os fazem e aumentando a renda. Essa é a conclusão estendida de um estudo feito pela Serasa Experian com os ex-alunos do projeto Transforme-se, programa de bolsas de ensino gratuitas da empresa.

De acordo com os dados, 81% dos que finalizaram os estudos no programa há um ano foram positivamente impactados. 45% desses estudantes dizem ter conquistado vaga de emprego, e mais da metade deles (62%) alegaram que a oportunidade surgiu um mês após a conclusão do curso.

Foram ouvidos jovens com idades entre 18 e 29 anos em situação de vulnerabilidade social, e mulheres em busca de formação profissional para inclusão no mercado de trabalho.

Leia também: Curso gratuito busca promover programação ‘verde’ e reduzir emissões

Outros benefícios incluem, para 65% deles, aumento de renda mensal; 22% mudaram de cargo; 13% passaram a ser o principal provedor da família; 5% conseguiram reduzir índices de inadimplência.

“O Transforme-se nasceu como parte de nossa estratégia de impacto social em ESG para fomentar inclusão e impulsionar a carreira de seus alunos. É gratificante ver os resultados do programa”, diz Paulo Gustavo Gomes, head de sustentabilidade e ESG da Serasa Experian. “Antes do curso, somente 17% dos alunos atuavam com tecnologia e, um ano depois, 7 em cada 10 passaram a trabalhar na área.”

Segundo o executivo, 21 alunos foram absorvidos pela própria Serasa Experian e estão atuando na área de tecnologia como aprendizes, estagiários, assistentes e analistas.

Impacto da capacitação gratuita

Outra pesquisa realizada pela Serasa Experian recentemente mostrou que a oferta de cursos públicos e projetos gratuitos tem um papel, ajudando a fomentar a participação e inclusão de grupos minorizados no setor de TI. Metade dos entrevistados já tinham realizado cursos livres e técnicos online e entendiam que são portas de entrada para o mercado de trabalho.

Cursos na modalidade remota são mais aproveitados pelas classes de menor renda, enquanto as universidades ainda têm maior penetração pelas classes mais altas. 38% dos respondentes que já fizeram cursos relacionados ao setor de TI dizem ter feito os estudos de forma gratuita, e entre eles 48% pertencem às classes mais baixas, 45% são negros e 43% fazem parte do grupo LGBTQIA+.

Além disso, entre os entrevistados que nunca fizeram cursos sobre tecnologia, 46% almejam iniciar os estudos nos próximos seis meses.

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias!

Author Photo
Redação

A redação contempla textos de caráter informativo produzidos pela equipe de jornalistas do IT Forum.

Author Photo

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.