Vivo e Grupo Bom Jesus implantarão 4G em 28 mil hectares

Projeto levará conectividade para habilitar soluções digitais em propriedades no Mato Grosso

Author Photo
1:30 pm - 03 de maio de 2024
Imagem: Reprodução/Shutter Stock

A operadora Vivo deu detalhes essa semana de um projeto que usa a frequência de 700 MHZ para levar conectividade 4G a uma área rural de 28 mil hectares. São fazendas do Grupo Bom Jesus, no estado do Mato Grosso, gigante agrícola que possui atividades de transportes, comercialização de grãos e insumos (fertilizantes, defensivos e sementes), pecuária e varejo de combustíveis.

O Grupo também mantém operação nos estados da Bahia e Piauí. Mas no MS, além da rede 4G, o projeto inclui redes Narrow Band IoT (NB-IoT) e Long Term Evolution for Machines (LTE-M), específicas para aplicações digitais no campo. A Vivo ainda será responsável por toda a infraestrutura de torres e equipamentos de telecom.

A rede NB-IoT responde por dispositivos estáticos – com aplicações de sensores de clima –, enquanto a LTE-M é responsável pela performance das aplicações que demandam mais mobilidade. A Vivo será responsável pela infraestrutura física que compõe o projeto, como a construção de torres e backhaul.

IT FORUM TRANCOSO: “Brasil deve ser o novo centro do pensamento ecológico”, diz Miguel Setas, da CCR

O Grupo Bom Jesus diz que o projeto tornará a operação no MS mais digitalizada e eficiente. E que vem se digitalizando há alguns anos, mas agora, com conectividade cobrindo toda a área de cultivo, vai ampliar controles da operação e ter acompanhamento em tempo real do maquinário agrícola, caminhões e estações climáticas.

“A transformação digital no campo, impulsionada pela conectividade 4G, oferece oportunidades significativas para aumentar a eficiência, a produtividade e a sustentabilidade nas atividades agrícolas, com benefícios como informação em tempo real, monitoramento remoto, automatização e controle, gestão de recursos eficiente, rastreabilidade e segurança”, diz em comunicado Laerte Marroni, gerente de TI do Grupo Bom Jesus.

Estratégia da Vivo

Segundo a Vivo, sua estratégia para o agronegócio se baseia em orquestrar as soluções desenvolvidos pelo ecossistema do setor, além da cocriação de casos de uso com o próprio produtor rural. A proposta é levar tecnologia para agilizar a operação, oferecendo ao agricultor um ambiente digital que pode ser consultado de qualquer lugar a qualquer momento.

No portfólio rural da operadora, além da conectividade, está o Vivo Agro. São soluções de dados detalhados de microclima, dados da operação de maquinários, dados conjuntos e individualizados de atividades pecuárias, além de parcerias com universidades e startups com foco na pesquisa e desenvolvimento de soluções.

“A conectividade é a base de tudo, mas vamos além e evoluímos nossa proposta de orquestrador deste poderoso ambiente digital de soluções”, explica Diego Aguiar, diretor de IoT e Big Data da Vivo. “A parceria com o Grupo Bom Jesus tem potencial para alavancar a utilização das tecnologias disponíveis e criar um ambiente dinâmico e veloz, através da captação de dados da operação no campo em tempo real, trazendo eficiência e produtividade para o processo produtivo.”

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias! 

Author Photo
Redação

A redação contempla textos de caráter informativo produzidos pela equipe de jornalistas do IT Forum.

Author Photo

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.