Raymond Kurzwiel: modelos de linguagem deveriam chamar modelos de eventos

Futurista participou de painel no SXSW e falou sobre suas previsões de IA

Author Photo
12:58 pm - 11 de março de 2024
Raymond Kurzwiel Raymond Kurzwiel

Raymond Kurzwiel é um futurista estadunidense autor de três livros: The Age of the Intelligent Machines (1987), The Age of Spiritual Machines (1999) e The Singularity Is Near: When Humans Transcend Biology (lançado em 2005 como uma atualização dos dois livros anteriores). Ele foi um dos convidados do último domingo (10) do SXSW e comentou sobre suas previsões.

Logo no início de seu painel, o autor foi perguntado se mantinham suas previsões e o que o surpreendeu nos últimos dois anos sobre a Inteligência Artificial – uma vez que o livro não cobre, por exemplo, modelos de linguagem. “Eu esperava que isso acontecesse. Quer dizer, fiz uma previsão em 1999 de que isso [as máquinas tão inteligentes como os humanos] não aconteceria até 2029. E anda não chegamos lá. Mas vamos, e parece que pode ser um ou dois anos antes do previsto”, acredita.

Em seus livros, Kurzwiel também fala sobre como a mente humana é construída. Fazendo um paralelo, muitos dos sistemas de IA estão sendo construídos com base no que se entende de redes neurais. Ou seja, nossa compreensão sobre o cérebro ajudou a IA nos últimos dois anos.

Leia mais: 16 macrotendências apresentadas por Amy Webb no SXSW 2024

Entretanto, segundo o especialista, o cérebro tem uma quantidade diferente de conexões de acordo com o que a parte do corpo. Por exemplo, a área perto dos olhos tem conexões para lidar com a visão.

“Nos modelos de linguagem, todas as conexões são iguais. Por isso, temos que conseguir conexões até o ponto que corresponde aproximadamente ao que o cérebro faz e, para isso, são trilhões de conexões. Hoje, a capacidade [computacional] é de 400 bilhões. As próximas serão de trilhões ou mais”, comenta.

Ele é perguntado, então, se a construção desses modelos é mais eficiente do que a construção dos nossos cérebros. “Nós os tornamos tão eficientes quanto possível, mas não importa como eles estão organizados. Na verdade, podemos criar certos softwares que irão realmente expandir a quantidade de conexões para a mesma quantidade de cálculo. Na verdade, tem a ver com quantas conexões são usadas para computadores inteligentes.”

Ou seja, segundo o especialista, o aprendizado é importante. Seria possível ter trilhões de conexões, mas se essas conexões não fossem capazes de aprender, não seriam eficazes. “Na verdade, precisamos ser capazes de coletar todos esses dados. É o que fazemos na Internet e em outras fontes. Nós não deveríamos chamá-los de grandes modelos de linguagem, porque tratam de muito mais do que linguagem. É linguagem, mas você pode ter fotos, ou pode ter coisas que afetam doenças que não têm nada a ver com linguagem.”

Ele cita o exemplo de usar biologia simulada para entender diferentes maneiras em que uma doença é afetada e frisa que isso não tem nada a ver com linguagem. Para ele, deveria chamar “grande modelo de eventos”.

Entre as suas previsões para os próximos anos, o futurista disse que será possível conectar os cérebros diretamente à nuvem, aumentando significativamente nossa inteligência e expandindo nossa consciência. “Até 2045, seremos capazes de fazer backup de nossas mentes, garantindo a continuidade de nossa existência, mesmo em face de eventos catastróficos. Devemos avançar em direção à singularidade de forma ética e responsável.”

O painel terminou com uma visão otimista, no qual a tecnologia se tornará uma extensão natural de nossa própria inteligência, capacitando-nos a alcançar feitos anteriormente inimagináveis. Kurzweil enfatizou a importância de continuar avançando em direção à singularidade de forma ética e responsável, garantindo que os benefícios sejam compartilhados por toda a humanidade.

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias!

Author Photo
Redação

A redação contempla textos de caráter informativo produzidos pela equipe de jornalistas do IT Forum.

Author Photo

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.