Gerenciamento de custos na nuvem ganhará maior atenção entre as empresas em 2024, diz ISG

Recursos como análise baseadas em IA e IA generativa devem impulsionar adoção da nuvem

Author Photo
11:30 am - 12 de janeiro de 2024
custos na nuvem Imagem: Shutterstock

Dada as incertezas econômicas globais em 2023, muitas empresas passaram a reavaliar seus investimentos em inovação, priorizando projetos que visam maior eficiência e otimização de processos. Nesta jornada, o estudo “ISG Provider Lens Multi Public Cloud Services 2023”, identificou no Brasil, em particular, uma atenção significativa voltada para o gerenciamento de custos na nuvem.

Apesar da preocupação com o orçamento de TI, a expectativa é que a nuvem continue seu movimento de expansão no Brasil, a medida que mais empresas buscam avançar o uso de tecnologias baseadas em Inteligência artificial ao mesmo tempo que buscam economizar com os custos.

“A nuvem pública oferece economias de escala, proporcionando uma plataforma de computação altamente eficiente aos clientes”, explica Pedro L. Bicudo Maschio, distinguished analyst da ISG e autor do estudo. “Empresas estão considerando serviços de nuvem, como análises baseadas em IA, novos modelos de machine learning e IA generativa, como oportunidades para reimaginar os processos de negócios e aprimorar ainda mais a eficiência”.

Leia mais: Gastos com serviços públicos de nuvem devem atingir US$ 679 bi em 2024, diz Gartner

Segundo o relatório, ambientes multinuvem são mais comuns em grandes contas do que no mercado de médio porte. Isso porque as grandes geralmente possuem diversas unidades de negócios, cada uma com seus próprios aplicativos e requisitos, como ERP e CRM e-commerce, enquanto empresas de médio porte tendem a consolidar aplicativos para alcançar economias de escala”.

“Independentemente do porte da empresa, os clientes optam pela plataforma de nuvem que melhor atende a cada carga de trabalho específica. Alguns aplicativos são substituídos por plataformas SaaS, enquanto outros podem se beneficiar de ambientes de nuvem específicos”, comenta o autor. “No Brasil, a maioria dos data centers em nuvem possui links diretos conectando diferentes nuvens, eliminando a necessidade de configurações de rede personalizadas”.

Tendências no mercado de nuvem

O estudo observa que entre as tendências de adoção de tecnologia, as empresas esperam estender o uso de AIOps para automatizar FinOps e a governança de nuvem, além de observar uma crescente adoção da abordagem multinuvem. O relatório indica também que existe uma demanda crescente por modernização de aplicativos para otimizar a utilização das tecnologias nativas da nuvem.

Mesmo para empresas já operando na nuvem pública, existem oportunidades de otimização, destaca o estudo que também alerta: uma migração rápida para a nuvem, sem a implementação de uma governança robusta, pode resultar em uso excessivo de recursos. Entre as recomendações está a infraestrutura como código (IaC), que permite que equipes ágeis implantem aplicativos com facilidade, provisionando recursos de nuvem com um clique. “No entanto, é crucial implementar uma governança eficaz para evitar o uso descontrolado de recursos”, conclui a ISG.

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias!

Tags:
Author Photo
Redação

A redação contempla textos de caráter informativo produzidos pela equipe de jornalistas do IT Forum.

Author Photo

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.