Lei de chips: Polar Semiconductor recebe US$ 120 mi para expandir produção nos EUA

O governo espera que o investimento proposto na Polar Semiconductor atraia capital privado, tornando-a uma fabricante independente baseada nos EUA

Author Photo
9:23 am - 14 de maio de 2024
Imagem: Shutterstock

A administração Biden anunciou um novo investimento federal para impulsionar a produção de semicondutores nos Estados Unidos. Sob o escopo da Lei CHIPS and Science, a Polar Semiconductor, localizada em Minnesota, receberá até US$ 120 milhões em fundos para expandir sua capacidade de fabricação de chips.

Essa iniciativa tem dois objetivos principais: aumentar a produção de chips de sensor e de potência da empresa nos Estados Unidos e fortalecer a cadeia de suprimentos do país para esses componentes vitais para o mercado.

A Polar Semiconductor, fabricante de semicondutores que são usados em carros, redes elétricas e sistemas de defesa, está recebendo suporte tanto do governo estadual quanto federal para seu plano de expansão. Isso inclui um financiamento de US$ 75 milhões do Departamento de Emprego e Desenvolvimento Econômico de Minnesota (DEED).

Leia mais: Biden investe US$ 285 mi em projeto de gêmeos digitais para semicondutores nos EUA 

O investimento federal é parte de uma série de medidas tomadas pelo Governo Biden para enfrentar os desafios decorrentes da escassez global de semicondutores, agravada pela pandemia e pelas tensões geopolíticas. Gina Raimondo, secretária de comércio dos EUA, ressaltou a importância desse financiamento, destacando que ele não apenas impulsionará a Polar Semiconductor, mas também incentivará o crescimento da indústria de semicondutores nos EUA como um todo.

“Este investimento proposto na Polar atrairá capital privado, o que ajudará a tornar a Polar uma fundição independente com base nos EUA”, disse Raimondo em um comunicado à imprensa. “Eles poderão expandir sua base de clientes e criar um fornecimento doméstico estável de chips críticos, feitos no coração da América”.

Além da Polar Semiconductor, outras empresas também têm recebido apoio financeiro do governo para expandir suas operações nos EUA. Isso inclui a Intel, que planeja construir novas instalações em diversos estados, e a Taiwan Semiconductor Manufacturing (TSMC), que receberá financiamento para estabelecer fábricas em solo americano.

Paralelamente, o Governo Biden anunciou, recentemente, um investimento de US$ 285 milhões para estabelecer um instituto de tecnologia de semicondutores nos EUA, como parte do programa CHIPS for America.

O instituto se concentrará no avanço da tecnologia de gêmeos digitais em várias etapas do processo de fabricação de semicondutores. Este investimento faz parte de uma iniciativa mais ampla de US$ 11 bilhões para pesquisa e desenvolvimento de semicondutores.

*Com informações do TechCrunch

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias!

Author Photo
Redação

A redação contempla textos de caráter informativo produzidos pela equipe de jornalistas do IT Forum.

Author Photo

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.