Universidade de Santa Catarina cria laboratórios virtuais com solução da VMware

Projeto com a VMware, que teve início em meio a pandemia, dá acesso a diferentes softwares de qualquer lugar

Author Photo
11:45 am - 10 de maio de 2023
VMware Udesc laboratórios virtuais Imagem: Shutterstock

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) adotou tecnologia da VMware para criar laboratórios virtuais, melhorando a experiência de ensino remoto de seus anos. Em meio a pandemia, a Udesc implementou a ferramenta VMware Horizon integrada ao VDI (infraestrutura de desktop virtual), que disponibiliza um sistema de agendamento. Com a tecnologia, os estudantes podem ter aulas práticas de forma similar ao uso dos laboratórios físicos.

A necessidade de criar laboratórios virtuais surgiu durante a pandemia. Na ocasião, a Udesc temia que seus 15 mil discentes, distribuídos em mais de 100 cursos de 13 unidades, ficassem desassistidos ou com conteúdo defasado por conta da interrupção das aulas.

“A educação é a nossa prioridade. Por isso, quando a pandemia começou, rapidamente fomos atrás de uma maneira de manter as aulas práticas dos nossos alunos mesmo em suas casas”, afirma Fernando Seidler, coordenador de Administração de Dados e Datacenter da Udesc.

Por meio de um edital aberto em abril de 2020, a Udesc adquiriu 300 licenças de uso simultâneo da solução da VMware. Segundo a VMware, em cerca de nove meses, o VDI VMware Horizon foi testado, implementado, integrado ao sistema da instituição e disponibilizado para uso.

Leia também: SAS investirá US$ 1 bilhão em soluções setoriais baseadas em IA

Agora, com os laboratórios físicos migrados do modelo on-premise para a nuvem privada, qualquer usuário da organização tem acesso a uma ampla gama de complexos softwares em qualquer lugar. Atualmente, a instituição conta com 35 modelos de laboratórios configurados no VDI, sendo que cada um possui uma média de 25 computadores.

A atualização também beneficiou a equipe de TI da universidade, já que a virtualização entregou desempenho superior ao das máquinas físicas e gerenciamento no modelo de self-service. Assim, cada um faz o seu agendamento. Antes, a equipe de TI era constantemente acionada.

“Por estar instalado na nuvem privada da Udesc, nossos laboratórios demonstraram um aumento de desempenho em relação às máquinas físicas, tanto é que agora eles possuem softwares de simulação de fluídos, mapeamento territorial, design gráfico, autocad, entre outros, e apresenta performance elástica para pesquisa e testes”, complementa Seidler.

Como a instituição dispõe de uma estrutura multicampi, com unidades distribuídas em 10 cidades do Estado de Santa Catarina, na Região Sul do Brasil, além de 32 polos de apoio presencial para o ensino a distância, o novo modelo beneficiou todos os seus estudantes.

Mesmo com os laboratórios físicos liberados novamente para uso, as salas virtuais continuam sendo abundantemente aproveitadas, com cerca de 100 reservas por semana, o que se deve à extinção das barreiras geográficas, alta capacidade tecnológica e facilidade de utilização.

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias!

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.