Descubra a Rede IT Mídia
Descubra a Rede IT Mídia
Conheça os Fóruns HIT

Wikipédia completa 20 anos na 'crista da onda' - e diretora explica porquê

Por Eloá Orazem

Compartilhar

Com 55 milhões de artigos publicados em 300 línguas, a Wikipedia conta com 1,5 bilhão de acessos únicos mensalmente. A plataforma é editada 350 vezes por minuto e é lida mais de 8 mil vezes em um único segundo.

Embora seja composta majoritariamente por palavras (89% delas em inglês), é nos números que podemos medir a grandeza da maior “enciclopédia online” do mundo.

Mas tamanho nunca assustou a “gigante” Anusha Alikhan, diretora sênior de comunicação da Wikipédia. Formada em direito e jornalismo, a americana exerceu os dois individualmente antes de combinar a paixão em outros trabalhos ligados a direitos humanos, luta por igualdade e afins.

Natural associar, portanto, a mudança de postura da Wikipédia à chegada da executiva. Em julho de 2019, quando Anusha passou a integrar o time da plataforma, as prioridades da fundação passaram a estar ligadas a reparações históricas e diminuição do abismo social.

Sob liderança da americana, a fundação Wikimedia desenvolveu uma espécie de “roteiro” para que a plataforma, que este ano celebra 20 anos, possa estar mais alinhada aos seus valores de sustentabilidade e sensibilidade social.

Em entrevista exclusiva ao IT Forum, Anusha falou sobre esses planos, censura e os desafios financeiros – ou a ausência deles – da plataforma, que conta com a doação de 7 milhões de apoiadores no mundo todo.

Acompanhe a conversa a seguir.

A Wikipédia está completando 20 anos num momento bem sensível da humanidade. Temos visto redes sociais como Facebook e Twitter arbitrando certos conteúdos. Eu sei que a Wikipédia não é uma rede social, mas como vocês controlam o conteúdo postado ali e como lidam com as fake news?

Temos diversos mecanismos de defesa estruturados para combater informações imprecisas e falsas. Vale lembrar ainda que somos uma organização sem fins lucrativos e livres de anúncios, o que ajuda bastante. Outra coisa importante a destacar aqui é que a Wikipedia não tem, essencialmente, um algoritmo. Isso significa que, independente de onde você esteja no mundo, você vai ter acesso ao mesmo tipo de conteúdo na nossa plataforma. Tudo isso para dizer que não somos movidos pelo lucro, como tantas outras empresas online, o que nos permitiu criar um modelo que privilegia a experiência humana.

Mas essa fiscalização também é feita de forma colaborativa, não?

Sim, e por voluntários que desenvolveram um sistema incrível de neutralidade e verificação para prevenir a viralização de conteúdo falso na Wikipédia ou outras plataformas ligadas a ela. Em geral, um erro em um dos nossos artigos é reparado em 5 minutos.

Leia também: NASA premia brasileiros por IA que encontra manchas de óleo em oceanos

Poderia nos dar um exemplo?

Acho que nosso trabalho em relação à Covid-19 é um belo exemplo. Durante a pandemia, registramos recordes de tráfego diário e, ao mesmo tempo, a comunidade médica em nosso sistema cresceu muito para contribuir com conhecimento científico e preciso a respeito do vírus. Alguns estudos mostram, inclusive, que a Wikipédia é uma das fontes mais acessadas para informações relativas à saúde. Por isso é tão importante que cumpramos nosso papel agora, garantindo informações certeiras sobre a Covid-19, que culminou ainda com uma colaboração inédita entre Wikipédia e a Organização Mundial da Saúde (OMS), em outubro de 2020. Isso reforçou nossa posição como fonte confiável.

Mas assim como outras plataformas, podemos esperar algum tipo de mudança vindo da Wikipédia?

Cada plataforma tem seu próprio código de ética e práticas de conduta que são usados para reforçar e proteger sua integridade. Como você bem mencionou anteriormente, temos visto algumas empresas fazendo decisões críticas para assegurar sua pessoa pública. Quanto a nós, ao longo do anos vamos apresentar um novo código de conduta que vai nos deixar mais forte e vai privilegiar a integridade da Wikipédia e seus subprodutos, tratando com rigor conteúdos considerados inaceitáveis ou tóxicos. Estamos realmente tentando prevenir todo tipo de mau comportamento em nosso ambiente para que pessoas do mundo todo se sintam seguras em contribuir com a Wikipédia e agregar seu conhecimento a uma plataforma que é receptiva e responsável.

Também ganhou as manchetes os esforços da Wikipedia para diversificar sua base de colaboradores e editores. Isso faz parte desse novo código de conduta que será implementado ao longo do ano ou é algo que já vem acontecendo há tempos?

Sabe, nós abordamos a diversidade, a representatividade e a igualdade de conhecimento de diferentes maneiras. Nós estruturamos um documento interno que é uma espécie de estratégia para 2030, e ele se apoia em dois pilares – um deles é esse de equidade de conhecimento. Obviamente, nós esperamos que isso reflita na soma de todo o conhecimento humano. Então, enquanto celebramos o nosso aniversário este ano, estamos de olho no futuro e nos colaboradores. Nós sabemos que há muitas lacunas a serem preenchidas; muito trabalho a ser feito para equiparar o abismo social que também se faz presente no âmbito do conhecimento.

Anusha Alikhan, diretora sênior de comunicação da Wikipédia. Foto: Divulgação

Mas essa parte está contemplada no novo manual de conduta?

Sim. O movimento Wikimedia cultiva uma visão aspiracional de criar um mundo em que todos compartilhem seu conhecimento. Em maio de 2020, o conselho diretor da nossa organização determinou que tanto a fundação, quanto a comunidade voluntária, unam esforços para combater todo tipo de comportamento tóxico em nossos projetos. Isso tudo reforça o fato de que queremos criar um ambiente para pessoas de todos os gêneros e todas as realidades. Outro exemplo recente que posso abordar agora é o fato de que a Fundação Wikimedia criou um fundo para equidade, avaliado em US$ 4,5 milhões. Esse fundo pretende apoiar e investir na igualdade de conhecimento.

O dinheiro já foi distribuído?

Os investimentos e aportes serão feitos no segundo semestre deste ano e vamos financiar organizações que abordam todo tipo de desigualdade, como a racial, para que todos tenham chances iguais de acesso.

Isso vai requerer uma reforma na parte tecnológica da Wikipédia?

Acho importante que a Wikipedia consiga antever as formas como as pessoas participam e compartilham conhecimento na internet. Estamos muito focados, sim, em avançar com a nossa tecnologia e estamos levando a sério a questão ética da inteligência artificial. Não posso revelar muitos detalhes agora, mas posso garantir que estamos criando outras ferramentas específicas para garantir, de novo, um ambiente seguro e de igual acesso a todos. O lado técnico dessa evolução toda é algo que colocamos muito energia.

Leia também: Yuval Harari: pandemia mostrou sucesso da ciência e o fracasso de governos

Quais você diria que foram os milestones, as principais conquistas, da Wikipédia?

Eu lembro que a primeira vez que ouvi sobre a plataforma, anos atrás, todo mundo olhava para isso com desconfiança e agora a percepção pública não poderia ser melhor…

Com certeza! Atravessamos mesmo esse período de desconfiança e hoje somos reconhecidos por sermos muito mais que um website. Acho que isso aconteceu por conta da infraestrutura desenvolvida e estabelecida pelos próprios voluntários. Isso virou um movimento global de pessoas comprometidas em garantir acesso igualitário a informações verídicas e corretas; construindo o que a Wikipédia é hoje.

Já que estamos falando dessa comunidade, poderia me dizer sobre o seu crescimento?

Sim, a comunidade tem se expandido bastante. Temos hoje 280 mil pessoas, no mundo inteiro, editando todo o conteúdo da Wikipédia. O que eu gostaria de destacar, porém, é que temos visto um aumento significativo de voluntários em regiões historicamente sub representadas.

Poderia dimensionar esse aumento?

Quando realizamos, pela primeira vez, nossa conferência anual da África SubSaariana, em 2018, na cidade de Cape Town, na África do Sul, nós vimos um salto de 50% de afiliados em toda África desde 2014. Então, voltando à pergunta anterior, acho que nossa maior conquista é essa comunidade de 280 mil voluntários editando a Wikipédia mensalmente para que as pessoas tenham acesso ao conhecimento. É por causa do trabalho dessas pessoas que gente do mundo todo se volta para a nossa plataforma para encontrar os fatos que precisam, mesmo durante uma pandemia, ou então em uma eleição conturbada, como foi a dos EUA no ano passado.

E por falar em eleição, a Wikipédia teve mais tração por conta disso?

Registramos pico de acesso em dois momentos de 2020: no começo da pandemia e nas eleições, porque as pessoas esperavam que fossemos esse espaço que não está preocupado com manchetes chamativas ou coisa parecida, mas com fatos.

E você poderia me explicar como funciona a avaliação de todos esses 280 mil voluntários? Como vocês se certificam que sejam pessoas qualificadas e bem intencionadas?

Essa é uma pergunta central no nosso sistema. Como falamos antes, os próprios voluntários criaram um mecanismo de proteção que basicamente consegue zelar pela Wikipedia. Dito isso, é importante lembrar que a fundação não determina qual conteúdo é publicado, são os voluntários os responsáveis por isso. Mas o que muita gente talvez não saiba é que existem diferentes níveis de voluntários: há os administradores e os “coringas”, que são aqueles que fazem trabalho de edição e mais.

Mas qualquer um pode se tornar um editor para a Wikipédia, certo?

Sim, qualquer um pode se cadastrar para ser um editor, mas os novatos, por questões de segurança e qualidade, apenas podem editar artigos que foram criados na plataforma. Gradualmente a pessoa vai sendo “promovida” e autorizada a criar os próprios artigos na Wikipédia. De qualquer forma, esses coringas e administradores são o “back end” da plataforma e têm alguns acessos privilegiados. Isso significa que eles estão “acima” de quem começou agora a editar.

O que exatamente fazem os voluntários nesse “back end”?

Eles têm poder para monitorar e moderar a plataforma e foram vitais para garantir a qualidade do nosso ambiente durante momentos como a eleição americana, como falei antes. Às vezes, bem às vezes mesmo, uma página é bloqueada para que apenas editores mais graduados possam acessá-la. Se houver algum tipo de ameaça de desinformação, é ali que isso é apurado. Mas vale lembrar que os artigos na Wikipédia não são criados “do nada”, a gente leva muito a sério a questão do crédito das fontes e o quão confiáveis elas são. Por isso a nota de rodapé é toda dedicada a isso: mostra quais são as fontes. E aqui falamos de Harvard, New York Times e outros veículos respeitados, que também são avaliados pelos voluntários no back end.

Como vocês conseguem permitir que as comunidades sejam independentes e como elas se organizam, exatamente?

Essa é a mágica da plataforma. A Wikipédia é basicamente essa idéia incrível que tinha tudo para dar errado, mas deu muito certo. Existe uma comunidade de voluntários LGBTQ, tem outra dedicada ao feminismo, uma de arte e até uma chamada “Mulheres de Vermelho”, que se dedica a abastecer a Wikipedia com mais conteúdo feminino, porque a gente reconhece que existe um abismo de gênero que é preciso ser fechado. Tudo isso para dizer que há diversos grupos entre os voluntários, que são formados de maneira espontânea, de acordo com o interesse de cada um. O que é comum é que a fundação Wikipédia seja acionada por esses grupos para garantir financiamento a seus trabalhos, por exemplo. Então nós realmente investimos em projetos particulares e grupos e todos os afiliados podem se inscrever nessa espécie de “bolsa” oferecida pela plataforma. Esse aporte e a prestação de contas é basicamente o único papel ativo da fundação, que não interfere em absolutamente nada no que diz respeito a conteúdo.

Você poderia nos contar dos desafios financeiros da Wikipédia?

Somos uma fundação movida a doações, que não aceita nenhum tipo de publicidade ou anúncio. Nos últimos 12 meses, só para te dar uma ideia, mais de 7 milhões de pessoas, de quase 30 países, doaram para a Wikipédia. A contribuição média é de US$ 15. A maior parte das nossas doações vem dessas pequenas contribuições. No ano passado, nossa receita anual foi de US$ 120 milhões e 90% delas saiu dos bolsos “rasos” de indivíduos

Vocês buscam doações junto a empresas também?

Sim, nós encorajamos grandes doações a Wikimedia. No decorrer do ano de 2020, por exemplo, recebemos um grande investimento da Amazon. Esse movimento, porém, é mais atribuído à sustentabilidade dos projetos da Wikimedia no futuro. Nosso foco é garantir que essa infraestrutura de conhecimento gratuito seja perpétua. Além disso, a Wikimedia é uma peça importante na web atual, então muitas corporações se beneficiam de nossos produtos. Assim, é fundamental que essas empresas apoiem a sustentabilidade da Wikipedia para o seu próprio bem.

Como assim?

A Siri e a Alexa, por exemplo, puxam o conteúdo da Wikipédia para questões e solicitações relacionadas a conhecimento geral. Muitos buscadores de inteligência artificial também estão linkados à plataforma Wikipédia. Então da mesma forma como essas empresas se aproveitam do nosso trabalho, é importante que eles reconheçam e fomentem a fonte de suas pesquisas, assim como fazem os doadores individuais.

Por acaso vocês estabeleceram um objetivo para essa década que está começando?

Temos algumas metas, mas acho que elas não estão ligadas a números de editores ou doadores. Nossos objetivos estão ligados à diversidade, representatividade e igualdade de conhecimento. Sei que parece redundante, mas, honestamente, se não pudermos atingir a diversidade na plataforma, não podemos cumprir a nossa missão de compartilhar a maior soma de conhecimento possível.

Como a Wikipédia lida com a interferência estatal em países mais autoritários?

Infelizmente esse tipo de interferência acontece mesmo. Sempre que recebemos um pedido ou uma ameaça para derrubar uma página ou artigo, respondemos que nossa crença é de que conhecimento é um direito humano e que não vamos retirar uma página do ar e permitir que a Wikipédia seja censurada por conta de regulações governamentais.

Eu imagino que muitos dos voluntários possam ser também ameaçados. Como vocês protegem os seus colaboradores?

Temos um departamento jurídico interno para lidar com essas questões, e também temos um departamento interno de confiança e segurança que responde diretamente a qualquer ameaça contra nossos voluntários, ou mesmo qualquer ameaça iminente, o que significa que eles reconheçam a possibilidade de um voluntário ser prejudicado. Eles estão constantemente monitorando isso e trabalham essencialmente para alertar ou ajudar os voluntários, caso surja algum problema relacionado ao trabalho deles, à Wikipédia em particular e a outros apoios do projeto.

 

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com