Trabalhadores com dois empregos – isso é realmente um problema?

CEO da Canopy, Davis Bell, recentemente demitiu funcionários que tinham empregos paralelos, dizendo que estavam roubando. Não estavam!

Author Photo
10:00 am - 02 de novembro de 2022
invertido

Se um funcionário trabalha em dois empregos, ele está roubando da sua empresa?

Acho que não, mas Davis Bell, CEO da Canopy, empresa de software de gerenciamento de práticas contábeis de médio porte com sede em Utah, aparentemente acredita.

Bell escreveu no LinkedIn que, recentemente, “demitiu dois engenheiros contratados que nunca deixaram seu último emprego em uma grande empresa de tecnologia. O motivo? Não se trata de um projeto pessoal ou um trabalho temporário extra. Eram pessoas mantendo dois empregos síncronos em tempo integral e mentindo sobre isso – tentando estar em duas reuniões ao mesmo tempo etc. Seu desempenho inicial foi muito ruim e, felizmente, temos ótimos gerentes que os detectaram muito rapidamente”.

Até aí, tudo bem. Não me importa o porquê do desempenho terrível – se eles não podem fazer o trabalho, mesmo depois de tentar apurá-los, então eles estão fora. Se alguém mente para mim, essa pessoa vira história. Mas, e é aqui que Bell e eu corremos em trilhas separadas, se alguém pode fazer o trabalho designado por mim enquanto faz outro trabalho, estou bem com isso.

É sério.

Como venho dizendo há algum tempo, não é apenas minha opinião que semanas de trabalho mais curtas e trabalhar em casa ajudam na produtividade. A prova está lá fora. E, se alguém pode ser bem sucedido em dois empregos, mais poder para eles.

De acordo com Bell, existem “questões morais centrais em jogo: ‘trabalhar’ em dois empregos em tempo integral é roubar, e também envolve muita mentira e engano”. Será? Neste caso, ninguém estava roubando. Eu os despediria por mentir e fracassar no trabalho.

Quero dizer, o próprio Bell trabalha em dois empregos. Ele é CEO e foi investidor anjo em 11 empresas diferentes nos últimos seis anos. Se ele está fazendo justiça aos seus “empregos”, então, sem dúvida, ele está trabalhando em dois empregos em tempo integral. Eu não vejo ninguém dizendo que ele está roubando de sua empresa.

Nem ninguém diz que Elon Musk, que está administrando Tesla, SpaceX, The Boring Company e Neuralink (e, em breve, talvez o Twitter também) está “roubando” de seus proprietários de ações?

Bell acha que essa tendência de pessoas trabalhando em dois empregos em tempo integral é “uma nova forma de roubo e engano e não algo em que uma pessoa ética e honesta participaria”.

Discordo. Conheço muitas pessoas que trabalham em dois empregos em tempo integral e também em trabalhos paralelos. Isso se chama sobreviver. Veja só, nem todo mundo está trabalhando em vários empregos para ganhar dinheiro. Muitos trabalhadores fazem isso porque não têm escolha. Eles fazem isso porque estão lutando e precisam da renda.

De acordo com o Censo dos EUA, muito antes da Covid-19 mudar a maneira como trabalhamos, 8,3% dos trabalhadores, 13 milhões, tinham mais de um emprego. Esses números têm aumentado. E, mesmo trabalhando até o osso, eles ganham menos do que pessoas com bons empregos em tempo integral. Um relatório do Pew Research Center, The State of Gig Work in 2021, mostrou que muitas pessoas dependem de um trabalho notoriamente mal pago para sobreviver.

É claro que a atenção que essa questão está recebendo hoje não é sobre as pessoas que trabalham em um emprego no McDonald’s e outro no Wal-Mart. A menos que você more no Vale do Silício ou em alguma outra área de alta tecnologia e alto custo, os engenheiros de software não precisam se preocupar em manter um teto sobre suas cabeças. Em vez disso, eles estão aproveitando a oportunidade de ganhar o máximo de dinheiro que puderem enquanto a produção é boa.

Veja bem, apesar de todas as manchetes sobre a FAANG e outras grandes empresas demitindo pessoas, a verdade é que o desemprego tecnológico é de apenas 2,1%. E, pela primeira vez, em 17 anos, o salário médio de tecnologia quebrou a barreira dos seis dígitos.

Ainda assim, os trabalhadores de hoje se preocupam. A pandemia mostrou a muitos deles que não há garantia de que só porque você tem um emprego hoje, você terá um amanhã. Muitas empresas também demonstraram há muito tempo que não têm lealdade alguma com seus funcionários.

Claro, existem muitos empregos de tecnologia por aí, mas seu emprego ainda existirá até o final do mês? Para 44.000 trabalhadores de tecnologia até agora em 2022, de acordo com a Crunchbase, a resposta foi não. Em tempos difíceis, muitas empresas também se mostraram dispostas a cortar benefícios como contribuições 401K – e nem vamos falar sobre o desastre que é o seguro médico.

Simultaneamente, trabalhar em dois empregos não é ilegal. Nenhum policial do emprego vai prendê-lo por isso. Na verdade, como os pobres sabem, às vezes trabalhar em dois empregos é a melhor jogada que você pode fazer. Claro, você pode ser demitido por isso. Nos EUA, quase todas as empresas o empregam “à vontade”, o que significa que seu emprego pode ser encerrado a qualquer momento por qualquer motivo.

Ainda assim, não importa quanto você ganhe, a inflação provavelmente está cortando seu salário. De acordo com a Bluecrew, uma plataforma de força de trabalho como serviço, quase 70% dos americanos agora procuram trabalho extra para combater a inflação.

Como resultado, mais pessoas do que nunca estão trabalhando em dois ou mais empregos. De fato, de acordo com o St. Louis Federal Reserve, quase 5% dos funcionários, 440.000 pessoas, têm vários empregos em tempo integral.

Em vez de ficar com raiva de pessoas que podem lidar com esse tipo de carga de trabalho, lamento que tantos tenham decidido que devem fazer isso. Sites como o OverEmployed fazem com que trabalhar em dois empregos pareça uma coisa boa. Não é.

Você faz o que precisa, o que pode significar trabalhar em dois empregos bem remunerados. Mas excesso de trabalho é excesso de trabalho, e o vício em trabalho não é saudável.

E também não é criminoso. Como a colunista do “Washington Post”, Karla L. Miller, citando um escritor do Reddit, disse: “Há muito tempo é aceito que as pessoas trabalhem em dois ou três empregos ou em trabalhos temporários de baixa remuneração apenas para sobreviver – mas assim que falamos sobre receber dois contracheques reais, ter um seguro secundário, ter duas vezes a oportunidade de economizar para a aposentadoria – torna-se uma grande questão ética!”

Miller resume isso como “parece que a principal objeção ao superemprego não é que as pessoas estejam trabalhando em vários empregos para ganhar mais, mas que estão fazendo isso sem trabalhar até a morte no processo“.

Sim, há um problema. Embora eu não tenha nenhum problema com as pessoas que trabalham em vários empregos, se conseguirem, há um problema mais sério à espreita por trás dessa nova tendência. No Japão, eles o chamavam de ‘karoshi’, o que, literalmente, significa trabalhar até a morte. Essa é a minha real preocupação, não que alguém esteja “roubando” da minha empresa.

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.