Smartphones consumirão 24 GB de dados por mês com 5G até 2025

Segundo relatório da Ericsson, o 5G deve cobrir 65% da população global até o final de 2025

Author Photo
12:19 pm - 26 de novembro de 2019

De acordo com o relatório Ericsson Mobility Report (EMR) de novembro, as projeções para o 5G seguem positivas. A estimativa é de que o número global de assinaturas chegue a 2,6 milhões até o final de 2025.

Um outro dado sobre a chegada da tecnologia é sobre a quantidade de tráfego médio mensal por smartphone. Segundo a Ericsson, o valor médio atual de 7,2 GB irá mais que triplicar, indo para 24 GB até o final de 2025.

Esse salto no consumo de dados com o 5G, segundo o relatório, será impulsionado em parte pelo novo comportamento do consumidor. Isso inclui, por exemplo, novas plataformas de streaming de realidade virtual (VR).

A Ericsson ressalta que, mensalmente, com o tráfego atual (7,2 GB), é possível assistir 32 minutos de vídeo HD (1280 x 720p) diariamente. Com a nova estimativa de 24 GB, seria possível assistir, para efeito de comparação, 30 minutos de vídeo na mesma resolução com seis minutos adicionais de VR por dia.

A expectativa, segundo o relatório, é de que o 5G cubra 65% da população global até o final de 2025, sendo responsável por 45% do tráfego global de dados móveis no mesmo período.

Citando a Coreia do Sul como exemplo, onde mais de três milhões de assinaturas do 5G já foram registradas coletivamente, a Ericsson projeta um cenário positivo para os próximos seis anos. Em outubro, o 5G também chegou à China.

IoT e 5G

O relatório da Ericsson ainda cita previsões sobre o IoT. São previstas cinco bilhões de conexões do tipo até o final de 2025, ante 1,3 bilhão no final de 2019. A taxa de crescimento anual estimada é de 25%.

Sobre as tecnologias NB-IoT (Narrowband Internet of Things) e Cat-M, o EMR estima que sejam responsáveis, em 2025, por 52% de conexões IoT.

“É encorajador ver que o 5G agora tem amplo suporte de quase todos os fabricantes de dispositivos”, diz Fredrik Jejdling, Vice-Presidente Executivo e Chefe de Redes da Ericsson.

Ele diz que a chegada de dispositivos compatíveis com o 5G em 2020 aumentará a adoção da tecnologia. “A questão não é mais se, mas com que rapidez podemos converter casos de uso em aplicações relevantes para consumidores e empresas”.

A empresa também estima que a aceitação de assinaturas 5G seja mais rápida do que a do 4G/LTE. Na América do Norte, a previsão é de 74% de assinaturas móveis 5G até o final de 2025. O Nordeste da Ásia vem em seguida com 56%, e logo atrás a Europa, com 55%.

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.