Por que os ciberataques serão mais comuns em 2021

Especialista em cibersegurança acredita que os ataques tendem a aumentar no ano que vem e usuários precisarão de mais atenção ao navegar pela internet

Author Photo
8:30 am - 22 de dezembro de 2020

A área de cibersegurança precisa crescer 89% no mundo para que não faltem profissionais qualificados nos próximos anos, alertou o 2020 Cybersecurity Workforce Study, estudo do International Information System Security Certification Consortium (ISC2).

Para o especialista de cibersegurança e professor do curso de pós-graduação em Cyber Security no Instituto Daryus de Ensino Superior Paulista (IDESP), Thiago Bordini, o mundo está mudando muito rápido, mas os hábitos dos brasileiros não estão acompanhando a evolução da tecnologia.

Leia também: A expectativa dos clientes com CX só cresce

Para que os usuários online possam se prevenir, é preciso de suporte do mercado com informações e do governo com legislação. O volume de informação a ser analisado por uma empresa, por exemplo, é crescente, assim como o crime está se especializando cada dia mais. “A era do amadorismo está acabando”, conta.

O especialista aponta como os hackers estão atacando mais e tendem a reforçar esses métodos em 2021:

Ataques para coleta de dados pessoais

Os criminosos roubam número do CPF, endereço, nome completo e até informações financeiras, como contas bancárias e cartões de créditos. Esses dados costumam ser usados pelos hackers para revender na dark web ou chantagear uma empresa com essas informações e ganhar muito dinheiro. Essa é a modalidade preferida dos criminosos.

Motivação é sempre o dinheiro

Por este motivo, vale entender como funciona esse “sequestro” de informações. Existe um mercado para a criação de códigos maliciosos e de informações contendo falhas de segurança e diferentes formas de ataques. Isso possibilita que os hackers programem uma ferramenta para realizar os ataques ou ele mesmo os faça, assim gerando comercialização dos dados roubados. Por isso, fique atento com o modo que está protegendo o seu computador, e-mail e redes sociais.

Malware alimentado por inteligência artificial

A inteligência artificial é uma ótima aliada para encontrar padrões em dados, em seguida aprender o que fazer com um comando definido. Os hackers usam dessa tecnologia para que os antimalware não detectem os vírus (malware), assim roubando dados já cadastrados em um computador. Para se prevenir basta manter o antimalware atualizado.

Engenharia social em alta

Este é o meio mais sofisticado e perigoso porque o criminoso faz o uso da persuasão e chantagem contra o usuário. Isso faz com o que a pessoa se sinta intimidada e forneça as informações solicitadas por esse bandido cibernético.

Ransomware e os falsos resgates

Nos dias de hoje, a tendência para esse método é solicitar um resgate para descriptografar os arquivos e outro para não divulgar os dados. Também baseado na chantagem.

 

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.