PageGroup lança unidade focada na contratação de talentos em tecnologia

Mercado de tecnologia aquecido aponta inflação salarial de cientistas de dados e sustenta movimento da promoção de CIOs para posições de CEOs

Author Photo
10:17 am - 21 de maio de 2021
Gil Van Delft, presidente da PageGroup Brasil. Foto: Divulgação

“Daqui a dez anos, quase metade dos postos de trabalho estarão ligados ao mercado de tecnologia, direta e indiretamente”, estima Gijs Van Delft, presidente da PageGroup no Brasil, em entrevista ao IT Forum. A previsão do executivo reverbera também em pesquisas recentes, como uma feita pela consultoria McKinsey, que indica que até 100 milhões de postos de trabalho irão desaparecer até o ano de 2030. A acelerada transformação digital no pós-pandemia é um dos fatores que sustenta a previsão.

Tendo em vista os desafios crescentes das organizações que buscam contratar talentos com habilidades para o futuro do trabalho, a PageGroup lançou uma unidade dedicada a atender tais demandas. A consultoria, que é referência na contratação de executivos de nível gerencial, diz que a nova divisão Tecnologia by PageGroup busca ser uma ponte na contratação de talentos em TI em todos os níveis. Segundo Van Delft, uma estrutura vertical para tecnologia busca entender e atender as necessidades referentes a uma realidade onde a tecnologia passa a ser transversal a todos os negócios. A iniciativa é global.

Luana Castro, gerente de recrutamento para Tecnologia na Michael Page, indica que o maior número de posições abertas no mercado na área de tecnologia são aquelas de desenvolvimento de plataforma, seguido da oferta de vagas para especialistas em Dados. “Hoje é o maior índice de crescimento”, indica sobre profissões que cobram habilidades em análise de dados. “Desde analistas de BI até engenheiros e cientistas de dados, é uma área que está se tornando muito aquecida e competitiva”, reforça.

Outra área apontada por Luana que vem crescendo em demanda de profissionais é a de Segurança da Informação. Faz também companhia a ela, a busca por profissionais especialistas em Produtos Digitais, UX, Agile, Scrum e também POs.

Luana Castro PG PageGroup lança unidade focada na contratação de talentos em tecnologia

Inflação salarial

A alta demanda de profissionais de tecnologia e a escassez dos mesmos gera maior competição por talentos e, consequentemente, uma valorização crescente dos salários. Levantamento da PageGroup indicou a posição de Gerente de Data Science como uma das mais aquecidas para 2021, com salários que variam entre R$ 19 mil e 29 mil. O cargo de Gerente de Produto Digital é outro em destaque, com salários que vão de R$ 25 mil a R$ 40 mil. Ao mesmo tempo, a consultoria identificou no Estudo de Remuneração 2021,que  enquanto algumas profissões mais tradicionais tiveram estabilidade nos salários devido à pandemia ou ainda retração, profissionais em TI observaram aumento. Os salários para Head de Data Science, de acordo com o estudo, saltaram 78%, engenheiros de dados sênior também viram um aumento de 35%. Esta “inflação salarial” não deve recuar tão cedo, aponta Van Delft.

Um dos reflexos de um mercado aquecido para os profissionais de tecnologia se dá em um movimento onde CTOs e CIOs têm assumido a posição de CEO nas organizações. “É um movimento que a gente espera que aconteça mais nos próximos anos”, prevê Van Delft. Na esteira da transformação digital e da promoção da tecnologia como estratégia de negócios, os CIOs estão sob os holofotes. Entretanto, Luana e Van Delft lembram que as habilidades técnicas passam a não ser suficientes para aqueles que almejam a cadeira de CEO.

“Não é só competência técnica. Cada vez mais as soft skills e visão estratégica são cobradas, principalmente na alta liderança. Quem consegue traduzir visão de negócios para a tecnologia, criação de produto e plataformas, são CIOs e CTOs que já, há alguns anos, estão neste meio de campo”, ressalta o presidente da PageGroup. O tato com pessoas também é um dos principais diferenciais da liderança. “A sensibilidade interpessoal, comunicar-se muito bem com pessoas, essas habilidades na execução, não é para qualquer um”, acrescenta.

Leia também:

Como novo CEO da XP Inc., Thiago Maffra mira mercado de US$ 800 bilhões

Quais habilidades você precisa para trabalhar com análise de dados?

 

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.