Materiais para Download
Descubra a Rede IT Mídia
Conheça os Fóruns

Nubank anuncia R$ 20 mi para ações de inclusão racial e diversidade

Ação ocorre após polêmica envolvendo cofundadora e falta de políticas afirmativas na empresa

Por  Redação

14:42 - 13 de novembro de 2020
Compartilhar
doação nubank

O Nubank publicou uma carta aberta na qual a empresa se compromete em realizar um plano de ações para promover diversidade e inclusão racial, dentro e fora da empresa. No total, serão 19 medidas que se beneficiarão de um investimento inicial de R$ 20 milhões, incluindo a abertura de um escritório em Salvador que funcionará como um hub de tecnologia e experiência do cliente.

O anúncio ocorre quase um mês depois da polêmica com a cofundadora da fintech, Cristina Junqueira, que afirmou que o Nubank não poderia “nivelar por baixo” ao se referir a políticas afirmativas de contratação de pessoas negras. Na carta, o Nubank admite que avançou pouco na pauta racial ao longo da sua história e que iniciou uma revisão de todas as suas práticas de Recursos Humanos.

Segundo o banco, o departamento deve sofrer mudanças que vão des desde a seleção e recrutamento até a avaliação de performance. “De modo a eliminar vieses e barreiras que contribuam para a sub-representação de negros e negras”, aponta o comunicado.

Leia também: 59,2% dos fundadores de startups são homens, segundo Abstartups

“Ficamos muito entusiasmados com o engajamento e a energia de todos no Nubank para aprender mais sobre o tema e agir. Estamos empenhados em formar e atrair líderes negras e negros para as nossas posições de liderança, diretoria e conselho”, afirma Cristina, no documento.

A abertura do escritório em Salvador também deve ajudar a criar mais diversidade no quadro de funcionários, segundo o Nubank. Em 2021, a fintech começará um programa de mentoria e aceleração de funcionários negros e outros grupos sub-representados.

Um fundo de investimento semente para startups nacionais fundadas e/ou lideradas por empreendedores negros e negras também será criado, em parceria com aceleradora e organizações sociais. Com informações do Estadão.

Load more