Dicas de especialistas para contratar (e reter) cientistas de dados

O mercado para talentos em ciência de dados está apertado. Para se destacar, os líderes de TI aconselham o estabelecimento de funções inovadoras

Author Photo
9:53 am - 08 de setembro de 2022
Imagem: Shutterstock

Com os líderes de TI precisando cada vez mais de cientistas de dados para obter insights revolucionários a partir de um dilúvio crescente de dados, contratar e reter esse pessoal-chave de dados está assumindo uma importância cada vez maior.

Sem cientistas de dados de alto nível e treinados o suficiente para preencher todas as vagas disponíveis, os CIOs estão trabalhando com RH e contratando especialistas para encontrar maneiras de atrair candidatos. E uma vez que eles os contratam, o truque é evitar que esses funcionários tão procurados saiam para outro emprego – especialmente em um concorrente.

“As empresas estão lutando para contratar verdadeiros cientistas de dados”, diz Brandon Purcell, Vice-Presidente e Analista Principal da Forrester, uma empresa de analistas do setor com sede em Cambridge, Massachusetts. “É muito, muito desafiador, especialmente se [as empresas não são] as maiores marcas e os maiores nomes. Os cientistas de dados têm a alquimia para transformar dados em insights. (…) Há muita reflexão sobre como contratá-los e retê-los”.

E isso é verdade em todos os setores, da saúde à agricultura, ao varejo, manufatura, finanças e muito mais.

Essa classe relativamente nova de especialistas em dados reúne e analisa dados – estruturados e não estruturados – para resolver problemas reais de negócios, usando estatísticas, machine learning, algoritmos e processamento de linguagem natural. Como organizadores de big data, eles podem melhorar a experiência do cliente, impulsionar novos produtos e encontrar padrões ocultos que afetarão decisões críticas de negócios.

Mas simplesmente não há cientistas de dados treinados o suficiente – para não mencionar experientes – para todas as empresas que procuram aproveitá-los. Para agravar esse problema, a luta para atrair e contratar esses profissionais de TI é predominantemente liderada por gigantes da tecnologia e da internet, como Amazon, Google e Facebook, que podem oferecer um nome de marca impressionante, além de uma ampla variedade de opções de projetos, pacotes salariais e opções de ações.

De acordo com um relatório de pesquisa do Gartner de 2021, contratar cientistas de dados seniores é “muito difícil” e até mesmo encontrar talentos em ciência de dados de nível júnior é um desafio. Descobertas semelhantes saíram de um relatório da Forrester de 2021, que observou que 55% das empresas pesquisadas estavam procurando contratar cientistas de dados. O relatório também apontou que 62% precisavam de engenheiros de dados e 37% queriam engenheiros de machine learning – ambos são funções-chave de suporte à ciência de dados.

E esses empregos trazem pacotes salariais sólidos. O Gartner informou que um cientista de dados em Washington, D.C., com oito ou mais anos de experiência, pode esperar ganhar US$ 174.000 por ano, ou US$ 110.000 com dois anos de experiência ou menos. Em São Francisco, esses números correspondentes são US$ 192.000 e US$ 118.000.

Sim, oferecer dinheiro competitivo ou melhor é um fator-chave para atrair cientistas de dados qualificados nesse mercado. Mas muitas vezes é preciso mais do que isso para atrair talentos em ciência de dados – e vai muito além da mesa de ping-pong no escritório, almoços de pizza nas sextas-feiras e pacotes gratuitos de batatas fritas, como atestam esses líderes de TI e analistas do setor.

Foco no propósito

Com 72,4 milhões de contas de clientes ativas e 7 trilhões de pontos de dados, Bess Healy, Vice-Presidente Sênior e CIO da Synchrony, está sempre procurando expandir sua equipe de ciência de dados.

“Nós, como muitas outras instituições, estamos vendo um crescimento muito grande em nossa quantidade de dados. É o combustível que alimenta nossos insights”, diz Healy sobre a empresa de serviços financeiros ao consumidor sediada em Stamford, Connecticut. “Nossa necessidade continuará a crescer ao longo do tempo. Temos que atrair e reter esses conjuntos de habilidades. Sabemos que estamos competindo todos os dias por eles. Ficar à frente dos nossos concorrentes é um grande foco para nós. Não nos sentimos atrasados, mas temos um foco muito saudável em não ficar para trás”.

Para encontrar e reter cientistas de dados fortes, o Synchrony oferece horários flexíveis, oportunidades de educação continuada e opções de trabalho remoto, como trabalhar em casa ou um horário híbrido casa/escritório.

Para Anupam Khare, Vice-Presidente Sênior e CIO da Oshkosh, sua proposta de valor para atrair os cientistas de dados necessários e outros especialistas em dados é oferecer projetos inspiradores para trabalhar. A empresa industrial com sede em Wisconsin projeta e constrói uma ampla gama de produtos, incluindo caminhões especiais, veículos militares e aparelhos de combate a incêndios em aeroportos.

“Podemos dar-lhes significado ao seu trabalho. Basicamente, projetamos e fabricamos produtos que ajudam nossas comunidades e isso é um atrativo”, diz Khare. “Fabricamos produtos para servir aos heróis do dia a dia – bombeiros, soldados, trabalhadores do meio ambiente e de lixo. Essa é uma missão muito poderosa e inspiradora. (…) Você pode ver que fez um modelo de análise que ajuda a produção, e isso significa que nossos bombeiros recebem as coisas no prazo e [obtêm] produtos melhores. Isso é algo real e você pode sentir isso”.

O CIO também observou que a Oshkosh se concentra em tecnologia inovadora para alavancar dados para otimizar seus negócios, ganhando um prestigioso prêmio CIO 100, que homenageia as empresas por usarem a TI de maneiras inovadoras, por quatro anos consecutivos. Eles também ganharam o MIT Sloan CIO Leadership Award 2021. Esse tipo de reputação de trabalho inventivo e envolvente ajuda a atrair profissionais que querem fazer um trabalho criativo.

A equipe de ciência de dados da OshKosh também recebe um amplo espectro de problemas para resolver, trabalhando em questões que afetam tudo, desde a fabricação até as vendas e a cadeia de suprimentos. Isso não apenas diversifica seu trabalho diário; também expande os conjuntos de habilidades das equipes, explica Khare.

“Dentro da equipe de tecnologia digital, temos uma cultura muito inovadora e progressiva que se concentra em experimentar coisas novas e aprender. Eles podem usar novas tecnologias e colocar as mãos em tecnologias legais”, diz Khare. “Este é o lugar onde você pode dar vida às ideias”.

Deixe os inovadores inovarem

Dar aos cientistas de dados tecnologia de ponta e projetos interessantes para trabalhar é a chave para atraí-los e retê-los, diz Chandana Gopal, Diretora de Pesquisa do The Future of Intelligence no IDC, empresa de analistas do setor com sede em Needham, Massachusetts.

Os gerentes de contratação e os líderes de TI precisam lembrar que os cientistas de dados são profissionais altamente qualificados e treinados, geralmente com doutorado em matemática ou ciência de dados. Eles anseiam por problemas difíceis que são críticos para o negócio e têm um possível benefício mais amplo para a ciência, sua comunidade ou sociedade. E se esse problema nunca foi resolvido antes, melhor ainda.

“Se estão entediados com o que estão fazendo, eles não vão ficar [na empresa]”, diz Gopal. “Você precisa garantir que eles sejam uma parte valiosa do seu ecossistema, que eles não estejam [só] preparando dados e estejam trabalhando nas grandes e interessantes questões. Certifique-se de juntá-los com pessoas do lado dos negócios para que eles estejam vinculados às grandes necessidades dos negócios. E dê a eles uma equipe de suporte de pessoas que entendam de dados”.

As empresas também não devem fazer promessas que não podem cumprir ou não têm intenção de cumprir, porque reter cientistas de dados é tão difícil quanto contratá-los.

“Deixe-os ver os projetos até a fruição. E se você tiver um software que possa executar tarefas repetitivas ou de baixo nível, certifique-se de treinar as pessoas para usá-lo para aliviar seus principais funcionários de dados desses trabalhos”, diz Gopal. “Certifique-se de que eles sejam desafiados. Certifique-se de que eles sejam valorizados. Mostre a eles que os executivos estão comprometidos com o uso de dados”.

Dicas e estratégias de contratação

Líderes de TI, como Healy, da Synchrony, e Khare, da Oshkosh, concordam sobre a contratação de talentos de ciência de dados de alto nível. Eles, juntamente com Gopal do IDC e outros líderes de TI e analistas do setor, oferecem os seguintes conselhos para contratar e reter esses profissionais de TI altamente procurados:

Propósito da oferta. Os cientistas de dados têm muitas opções de trabalho. Se eles estão entediados com o que estão fazendo, eles não vão ficar. Desperte sua curiosidade e motivação, dando-lhes projetos de ponta ou dando-lhes trabalho que promova uma causa. Em particular, os cientistas de dados devem se sentir essenciais, dando-lhes projetos que são de missão crítica para a empresa.

Libere-os para o impacto. Embora os cientistas de dados geralmente possam executar toda a gama de tarefas de ciência de dados, desde a limpeza de dados até a obtenção de insights de modelos em produção, os cientistas de dados são mais eficazes – e mais felizes – quando apoiados por uma equipe. Libere cientistas de dados para se concentrar no trabalho criativo, trazendo engenheiros de dados e engenheiros de machine learning para lidar com o trabalho de engenharia e a preparação de dados. Também vale a pena identificar seus melhores funcionários com conhecimento de dados e incluí-los como especialistas no assunto em sua equipe de ciência de dados, para que eles possam apoiar os verdadeiros cientistas de dados na geração de valor adaptado às necessidades de negócios.

Conecte-os ao negócio. Garanta que seus cientistas de dados ou equipes de ciência de dados não estejam trabalhando em uma ilha sozinhos. Conecte-os com a equipe de negócios para que eles colaborem nas questões mais importantes e tenham um impacto mensurável nos negócios continuamente.

Construa um pipeline de ferramentas – e talentos. Além de garantir que seus cientistas de dados sejam apoiados por engenheiros de dados, implemente um software inteligente para lidar com tarefas repetitivas e de baixo nível e considere fazer parcerias com universidades e faculdades para criar um pipeline de estagiários treinados e novos graduados que reforçarão seu suporte à equipe de ciência de dados.

Treine para o sucesso contínuo. Como em qualquer campo de TI, os avanços nas técnicas e ferramentas de ciência de dados estão surgindo continuamente. Ajude seus cientistas de dados a se manterem afiados oferecendo educação continuada e dando aos funcionários atuais o treinamento necessário para assumir funções de análise de dados que ajudarão seus verdadeiros cientistas de dados.

Compense bem. Claro que, mesmo com tudo isso, se você não estiver pagando a faixa do mercado, estará enfrentando uma batalha árdua. Certifique-se de que sua remuneração seja igual ou superior à de outras empresas do seu tamanho e de seus concorrentes. E certifique-se de que seu pacote de ofertas inclua vantagens competitivas, como a opção de trabalho remoto e horários de trabalho flexíveis.

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.