Unified commerce no varejo: dispensável ou imprescindível?

Unified commerce integra diferentes canais e plataformas de vendas e comunicação

Author Photo
8:42 am - 14 de julho de 2023
Unified commerce Foto: Shutterstock

Há alguns modelos e conceitos dentro do varejo que deixaram de ser tendências para se tornarem necessidades. É possível perceber que o setor varejista está em constante evolução, impulsionado pelas transformações significativas da tecnologia.

Para acompanhar essa renovação, é essencial que o comércio esteja alinhado com a tecnologia, como é o caso do unified commerce (comércio unificado). Esse modelo de negócio busca integrar diferentes canais e plataformas de vendas e comunicação, sendo amplamente adotado por empresas que desejam proporcionar uma experiência enriquecedora aos seus consumidores.

Em vez de operar canais de venda separados, como lojas físicas, comércio eletrônico e aplicativos móveis, o conceito de unified commerce visa proporcionar uma experiência perfeita e consistente para o cliente, independentemente de onde e como ele escolha interagir com a empresa.

De acordo com uma pesquisa realizada pela consultoria financeira BRP, 56% dos varejistas têm planos de adotar uma plataforma de comércio unificado nos próximos dois anos. Além disso, a Kibo revela que 60% dos varejistas têm a intenção de implementar o comércio unificado nos próximos 12 meses.

Papel do unified commerce na transformação digital do varejo

No cenário atual do varejo, é crucial adotar uma abordagem moderna e estar atento às transformações digitais, bem como às mudanças nos perfis dos consumidores e às inconsistências que as acompanham. Há diversos aspectos que devemos levar em consideração. Nesse contexto, os varejistas que compreendem a importância da operação de canais unificados para atender às demandas dos consumidores reconhecem que essa abordagem aprimora a experiência de compra e impulsiona o
crescimento dos negócios.

No entanto, compreendemos que o termo & moderno; vai além de estar vinculado apenas à tecnologia. É possível alcançar a modernização ao pensar fora da caixa, adotar estratégias inovadoras e atender às demandas, bem como superar as expectativas do cliente.

Reforço isso porque o unified commerce não se resume a uma única ferramenta, mas, sim, a uma experiência de servir o cliente, independentemente de realizar todas as atividades em uma única plataforma. Esse conceito pode ser implementado por varejistas de diferentes portes, sejam eles grandes, médios ou pequenos, pois existem inúmeras soluções disponíveis no mercado.

Essas soluções se complementam e possibilitam ao varejista alcançar uma integração máxima das informações. Dessa forma, ele não precisa esperar por uma tecnologia singular que facilite seu trabalho. Ao fazer isso, ele coloca o cliente no centro, que é o foco principal do unified commerce.

As vantagens do unified commerce

Além de aprimorar a experiência do cliente, o unified commerce oferece uma série de benefícios. Um deles é a consistência de todas as informações e a disponibilidade dos produtos em todos os canais. Trata-se de uma jornada 360º, em que o cliente é colocado no centro e o vendedor deixa de ser exclusivo da loja física,
tornando-se também um vendedor da loja digital.

Essa abordagem permite que o varejista tenha um domínio completo na leitura do perfil do cliente, por meio da personalização e segmentação. Se um cliente abandona a compra no ambiente online e posteriormente visita a loja física, os vendedores saberão quais itens são do seu interesse. A sincronização em tempo real abrange desde o controle de estoque e preços até as informações do cliente e as promoções em vigor.

Considerações para a implementação

Ao abordar a implementação de soluções unificadas, é importante considerar alguns pontos cruciais:

  • Superar as barreiras organizacionais: é comum que alguns varejistas encontrem resistência interna quando se trata de mudanças. Para implementar o unified commerce, é necessário promover uma transformação na forma de operar e nas integrações com os canais oferecidos pela empresa. É fundamental identificar e superar essas barreiras para garantir o sucesso da iniciativa.
  • Capacitar a equipe: não basta apenas o proprietário do negócio estar aberto às mudanças, mas toda a equipe também precisa se adaptar. Investir na capacitação dos colaboradores para lidar com novos sistemas e processos é essencial para garantir um atendimento eficiente e vantajoso. Isso permitirá
    que eles utilizem as ferramentas unificadas de forma adequada, proporcionando uma experiência consistente aos clientes.
  • Gerenciar dados de forma segura: o processo de unificação do comércio envolve a coleta, o armazenamento e o compartilhamento de dados dos consumidores em diversos canais. Para isso, é fundamental investir em tecnologias que ofereçam medidas de segurança rigorosas. Isso garantirá a proteção das informações dos clientes e a conformidade com regulamentações de privacidade.

No cenário em constante evolução do varejo, é importante lembrar que tanto o tempo quanto o setor não param. Devemos continuar avançando lado a lado nessa jornada de transformação. Aguardemos com entusiasmo as perspectivas futuras e os novos horizontes a serem conquistados.

Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias!

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.