Integradores de tecnologia no Brasil crescem em 2021

Motivado por projetos de transformação digital, ano foi de resultados positivos; 2022 também é visto com otimismo para empresas do setor

Author Photo
12:31 pm - 07 de fevereiro de 2022
crescimento negócios executivo Reprodução/Shutter Stock

O ano de 2021 foi de crescimento para integradores de tecnologia no Brasil. O resultado positivo do setor reflete em uma série de bons números divulgados por integradores no começo deste mês – antecipando o que deve ser um 2022 também otimista.

Na leitura de Mariano Gordinho, presidente executivo da Associação Brasileira da Distribuição de Tecnologia da Informação (Abradisti), o mercado de integradores teve um ano “particularmente produtivo”. O resultado, Gordinho pontua, pode ser atribuído à aceleração de projetos de tecnologia durante a pandemia.

“As necessidades originárias em 2020 com a explosão da Pandemia, exigiram muita efetividade na implementação e conclusão de projetos, o que trouxe para o segmento uma demanda exponencial por serviços, principalmente os de valor agregado e de alta complexidade técnica, cujo impacto no sucesso de um projeto é crucial”, disse o presidente executivo ao IT Forum.

Exemplo disso é o crescimento da Dedalus, empresa brasileira especializada em serviços de computação em nuvem e dados. A companhia encerrou o ano de 2021 com um crescimento de 52% e faturamento de R$ 320 milhões.

Leia também: A nova economia digital e os rumos da tecnologia

Segundo Maurício Fernandes, presidente da empresa, garantir a gestão de performance, custos, segurança e continuidade dos negócios nos modelos home office e trabalho híbrido foram os grandes desafios de clientes neste ano. Neste contexto, investimentos em ambientes de nuvam e dados bem gerenciados cresceram, alavancando o ano positivo da Dedalus.

“Mercados como financeiro, educação e saúde, que vivem um franco processo de transformação digital, abriram espaço para investimentos em tecnologias capazes de atender a esse novo momento do setor. Nosso resultado só reforça o que temos construído ao longo dos anos, com todos os investimentos em pessoas e processos”, afirmou Fernandes.

A AdopTI, consultoria especialista em SAP, também viu um cenário positivo em 2021. Com forte atuação do Sudeste e Centro Oeste do Brasil, a companhia teve crescimento de mais de 90% em 2021 e ultrapassou R$ 35 milhões em vendas.

Leia mais: Mais de 63% das empresas brasileiras têm foco em UX

No início do ano passado, a AdopTI foi a primeira parceira SAP no Brasil a conquistar a certificação SAP Certified Integration with SAP S/4HANA para a solução fiscal SAP ACR. Além disso, a companhia expandiu seu portfólio para oferecer soluções de LoB (Line of Business), que atende necessidades comerciais com o SAP Ariba, e o SAP SuccessFactors, de soluções de gestão de RH.

“Nos dedicamos ainda mais para que a entrega de projetos fosse satisfatória. Nosso grande objetivo é sermos referência no setor. O resultado do nosso esforço garantiu que iniciássemos o ano de 2022 conquistando o selo SAP Partner Gold, reforçando o nosso compromisso como uma consultoria referência SAP”, explicou Marcos Pazeto, Diretor Executivo da AdopTI.

Também crescendo nos dois dígitos, a IK Solution finalizou o ano de 2021 com um avanço de 56% no faturamento. A companhia, que oferece soluções estratégicas em TI e Telecom para o mercado corporativo, também ampliou o número de clientes em 27%, fechando o ano com um total de 33 clientes ativos e recorrentes.

“Conseguimos executar bem nosso plano consistente de crescimento em 2021, um ano extraordinário em termos de resultados, e agora estamos planejando um 2022 ainda mais desafiador, mas com ótimas perspectivas de crescimento”, contou Leda Regina Blagevitch, CEO da IK Solution.

Novo ano promissor

“Acreditamos que 2022 será um ano bastante promissor”, anotou Gordinho, da Abradisti. Segundo o diretor executivo da associação, o ano ainda terá uma demanda alta por tecnologia, o que deve alavancar mais uma vez o setor.

“Certamente devemos levar em conta o fato de ser um ano eleitoral, o que pode ter impactos negativos com possíveis prorrogações e/ou interrupções de consumo por parte do governo”, pondera. “Mas no segmento empresarial a expectativa é de um ano com crescimento na casa de dois dígitos para o setor de TIC.”

Fernandes, da Dedalus, por exemplo, projeta um faturamento de R$ 500 milhões – o que significaria uma nova expansão de negócios frente a que foi observado em 2021. Para isso, a empresa aposta não só no Brasil, mas em mercado da América Latina de potencial, como Uruguai, Chile e Colômbia.

“O mercado seguirá a tendência dos anos anteriores, com o aumento do volume de grandes corporações com projetos “all in” em cloud, o que nos leva a crer em um momento de maior maturidade de mercado, em entender os desafios de gestão e a necessidade de um parceiro especializado em serviços de cloud, como a Dedalus”, diz o presidente da empresa.

A AdopTI também segue otimista. Para 2022, a expectativa da organização é alavancar ainda mais seu crescimento, projetando atingir R$ 45 milhões. Para isso, apostará em novas soluções do portfólio e na ampliação da atuação da empresa no Centro Oeste e Nordeste do Brasil.

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.