Materiais para Download
Descubra a Rede IT Mídia
Conheça os Fóruns

Gympass reforça expansão global com tecnologia da LinkApi

LinkApi cita que plataforma tem reduzido tempo de integração do Gympass com academias ao redor do mundo

Por  Redação

17:34 - 27 de janeiro de 2020
Compartilhar

O Gympass, atualmente presente em 14 países, tem acelerado sua expansão global na medida em que mais academias são cadastradas. Atualmente, cerca de 50 mil locais estão disponíveis na “Netflix das academias”.

A startup tem incorporado seus serviços a empresas que oferecem o serviço como benefício. Assim, funcionários do mundo todo têm acesso a rotinas de atividades físicas e afins.

Em 2019, a startup recebeu aporte de US$ 300 milhões do Softbank e tem explorado o serviço em mais países. Porém, como destaca a LinkApi, existem complexidades no lado tecnológico no meio da integração com os sistemas das academias.

Naturalmente, tanto o Gympass quanto as academias oferecem APIs de integração. E, para que estas APIs “conversem” umas com as outras, é preciso um trabalho eficiente. É aí que entra a LinkApi.

Assista também: Gympass: mitos e verdades sobre startups unicórnios

No Gympass, as APIs são usadas no agendamento de aulas, acesso às academias e mais. Em parceria com a LinkApi, a startup tem reduzido as complexidades técnicas e acelerando a integração desses novos sistemas.

Como informa a plataforma LinkApi, o tempo de integração que podia chegar a meses foi reduzido para semanas em casos críticos. A principal facilidade está em unir, a nível global, o tipo de software de gestão das academias com as soluções do Gympass.

Luiz Figueira, Professional Services Director da Gympass, destaca que a cada novo país que eles entram, novas soluções de software vão aparecendo. Como explica, a startup só consegue “oferecer uma boa experiência aos nossos usuários e academias parceiras estando integrado a eles”

“O LinkApi é uma plataforma importante nesta jornada de expansão do Gympass, permitindo uma integração ágil com diversos players”, diz o executivo.

Load more