Fraudes financeiras com cartões crescem 637% no primeiro semestre no Brasil

Levantamento da Apura também alerta para crescimento dos chamados golpes de ‘tela falsa’ e 'burladores de selfie'

Author Photo
5:15 pm - 04 de outubro de 2022
cartões Shutter Stock

O primeiro semestre de 2022 foi marcado por um aumento significativo no número de ameaças de fraudes financeiras no Brasil, alertou novo relatório da Apura Cyber Intelligence.

As fraudes financeiras no ambiente online buscam, sobretudo, extrair dados que permitam aos criminosos adquirir credenciais e, assim, subtrair dinheiro das vítimas. Os dados do relatório foram coletados no BTTng, ferramenta de detecção de ciberameaças da própria Apura.

As tentativas de fraude financeira mais comuns continuam envolvendo golpes com cartões, como crédito, débito, pré-pago. Segundo o relatório, essas fraudes tiveram um aumento de aproximadamente 637% em comparação ao primeiro semestre de 2021.

A ferramenta também alerta para um termo crescente entre as ciberameças – o golpe da “tela falsa”. Segundo a empresa, o termo está associado principalmente à comercialização de páginas web falsas idênticas a de organizações e entidades que os golpistas desejam atrair vítimas. No primeiro semestre de 2022, em relação ao primeiro semestre de 2021, a procura pelo termo ou menção à “tela falsa” subiu 67%.

De acordo com a Apura, essas telas são utilizadas para enganar as vítimas, levando-as a acreditar que estão acessando o site original, quando na verdade estão logando com sua credencial, e até mesmo com números de cartões de créditos, uma página falsa. “As telas falsas são um elo importante na cadeia de uma série de fraudes, por isso são mercadoria bastante procurada em fóruns, chats, redes sociais, etc.”, explica Sandro Süffert, CEO da Apura.

O termo “burlador” também reúne muitos eventos de ciberameaça relacionados. Os burladores (mais especificamente “burlador de selfie”) buscam contornar a necessidade de envio de selfies para procedimentos como abertura de contas ou solicitações de cartões de crédito ou empréstimos on-line. Em relação ao primeiro semestre de 2021, o aumento foi de cerca de 659% na busca ou menção a este tipo de fraude.

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.