Escassez de profissionais de TI no Brasil eleva salários de desenvolvedores, diz estudo

Estudo da Trampos.co avaliou mais de mil empresas com vagas abertas no setor de TI

Author Photo
1:30 pm - 26 de novembro de 2019

Cada vez mais empresas precisam de profissionais de tecnologia e a escassez desses tem elevado o salário médio para os profissionais de TI, concluiu um estudo recente da Trampos.co, plataforma de recrutamento online especializada em tecnologia e comunicação.

O estudo buscou analisar a quantidade de vagas para desenvolvedores e programadores no Brasil em 2019, além de identificar também os conhecimentos e tecnologias mais exigidos pelas empresas.

A pesquisa avaliou mais de 1150 empresas com vagas abertas no setor de TI, entre elas agências, startups, produtoras, empresas tradicionais, desde pequeno e médio até grande porte. Além disso, analisou também mais de 1400 vagas publicadas em sua plataforma até outubro de 2019.

Uma das principais conclusões do estudo é que a demanda por mão de obra especializada deve continuar em crescimento. Nessa situação, recrutadores devem ainda enfrentar problemas para encontrar funcionários de TI no Brasil, já que a geração de profissionais pode não ser suficiente para acompanhar o crescimento do número de vagas.

Leia mais na IT Trends

Áreas que mais precisam de profissionais

Cerca de 40% das vagas de TI analisadas buscam desenvolvedores Full-Stack, 27% buscam desenvolvedores Front-End e 17% buscam profissionais de Back-end, apontou a pesquisa.

Já no universo mobile, 24% das vagas buscam profissionais que dominem desenvolvimento de sistemas Android, 19% precisavam de desenvolvedores iOs e 1% buscam desenvolvedores capazes de trabalhar com as duas plataformas.

“A novidade deste ano é o aumento da busca por desenvolvedores que conheçam a linguagem Git, agora em quarto lugar. Também surpreendeu a queda vertiginosa da requisição do inglês, que pulou da quinta posição em 2018 para a décima primeira em 2019, e deu lugar a exigência por conhecimentos em PHP”, comenta Tiago Yonamine, CEO do trampos.co.

As principais linguagens

O estudo lista também as principais tecnologias exigidas pelo mercado, sendo JavaScript a tecnologia mais requisitada por empresas, seguindo de HTML e CSS. Desenvolvedores mobile que dominam essas três tecnologias podem conseguir salários de quase R$ 10 mil por mês, diz o estudo.

Como aponta o estudo, a maioria das vagas ainda continua concentradas em empresas tradicionais, sendo 93% delas. Já as vagas no regime home office caíram 1% em relação ao ano passado, ficando com 7% em 2019.

Para Yonamine, 2020 promete ser um ano agitado no mercado de tecnologia, com disputas entre empresas por profissionais qualificados, competentes e atualizados. “Mais que nunca, os recrutadores vão precisar planejar suas contratações e se preparar com antecedência”, aconselha o CEO.

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.