Distribuidores de TIC podem crescer até 10% em 2022

Pesquisa da Abradisti revela que maior parte dos distribuidores tem colaboradores em home office

Author Photo
12:32 pm - 15 de julho de 2022
L'Oréal compra Gjosa

A Abradisti (Associação Brasileira da Distribuição de Tecnologia da Informação) anunciou hoje (15) a apresentação dos resultados do Estudo Setorial 2022 de TIC. De acordo com o documento, os distribuidores de TIC empregam hoje 10.700 funcionários, incluindo terceirizados – um crescimento de 6% em relação ao ano anterior. E 63% dos distribuidores entrevistados aumentaram o número de terceirizados.

Quando perguntados sobre a quantidade de colaboradores em home office, 42% afirmaram que mais de 60% de seu quadro está trabalhando de casa e, no total, 90% dos distribuidores possuem parte de sua equipe trabalhando remotamente.

“O setor de distribuição de TIC está usando parcialmente o home office para praticamente o dobro dos colaboradores do que as grandes empresas no Brasil. Isso é curioso porque achávamos que distribuição não iria para o home office”, comentou Ivair Rodrigues, diretor de estudos de mercado da IT Data Consultoria.

O executivo, que liderou a apresentação do estudo, revelou que o faturamento de distribuidores de TIC de 2020 para 2021 cresceu 14% e a previsão para 2022 é de crescer 10%, chegando a R$ 31 bilhões. No caso apenas de TI, o aumento foi de 16,3% com a tendência de 10,4% para esse ano, somando R$ 31 bilhões.

Já o faturamento dos distribuidores de TIC por região, os resultados foram: Sudeste (57%); Sul (22%); Centro-Oeste (8%); Nordeste (10%); Norte (3%).

“Verificamos que, comparado a última pesquisa feita em 2021 sobre os dados de 2020, o faturamento cresceu em todas as regiões. O aumento do PIB de 4,6% no Brasil ajudou neste processo”, comentou Ivair.

Segundo ele, o forte aumento dos preços das commodities, a renda do setor agropecuário (que era de R$ 600 bilhões antes da pandemia) saltou para R$ 1 trilhão em 2021 e deve crescer novamente em 2022. Por isso, alguns estados agrícolas tiveram um crescimento significativo do PIB do período, como Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins. Porém, em 2021 foram os segmentos de serviços e indústria que alavancaram o crescimento do PIB.

Os produtos de TI com melhor performance pelos distribuidores foram: componentes. Roteadores e produtos de rede, notebooks, monitores e desktops. Já pelas revendas foram: notebooks, roteadores e produtos de rede, desktops montados pelas revendas, soluções para segurança de rede e periféricos.

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.