Defesa Civil vai alertar sobre desastres naturais pelo WhatsApp

Brasil é o primeiro país a lançar sistema de prevenção e resposta a desastres de forma estruturada e permanente, segundo WhatsApp

Author Photo
11:34 am - 16 de novembro de 2022
Imagem: Divulgação

Brasileiros já podem se cadastrar em um novo serviço para receber alertas no WhatsApp que visa previnir ocorrências graves em caso de desastres naturais. Uma parceria entre o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), o WhatsApp, e a Robbu, empresa de soluções de automação de comunicações, rendeu a criação de um sistema pioneiro de alertas diretamente no WhatsApp, aplicativo presente em mais de 120 milhões de celulares no Brasil.

“É um serviço pioneiro no mundo, que terá início no período que antecede a chegada de chuvas no Sudeste, local mais afetado pelo evento no País. Poderemos alertar melhor a população. Com certeza, trará resultados muito positivos”, destaca secretário nacional de proteção e defesa civil, coronel Alexandre Lucas, em comunicado.

O envio de mensagens poderá ser realizado pelas defesas civis estaduais e municipais de todo o País por meio da plataforma Interface de Divulgação de Alertas Públicos (Idap), gerida pela Defesa Civil Nacional.

Para ter acesso ao serviço, é necessário se cadastrar pelo telefone (61) 2034-4611 ou pelo link. Em seguida, interagir com o chatbot, enviando um simples “Oi”. Após essa primeira interação, o usuário poderá compartilhar sua localização atual ou escolher qualquer outra do seu interesse e, dessa forma, receber as mensagens que serão encaminhadas pelos órgãos de defesa civil locais.

Segundo Dario Durigan, diretor de políticas públicas do WhatsApp, a Defesa Civil brasileira é o primeiro sistema de prevenção e resposta a desastres a se estruturar de maneira permanente para emissão de alertas por meio de uma conta oficial no WhatsApp.

“O aplicativo já é utilizado com frequência por grupos da Defesa Civil e comunidades para coordenação de trabalho e compartilhamento de informações. Com esse passo incremental, elevamos o nível de resposta a outro patamar, com uma comunicação simples e segura para toda a população, trazendo mais eficácia para o sistema e uma efetividade ainda maior para conscientizar pessoas e salvar vidas”, ressalta Durigan.

Os órgãos estaduais e municipais que quiserem fazer o encaminhamento de alertas por meio do aplicativo devem realizar seu cadastro na plataforma Idap. É a mesma utilizada desde 2017 para o envio das mensagens das defesas civis por SMS, TV por assinatura, pelo Google e pelo Telegram.

Para que a população utilize a ferramenta, foi firmada uma parceria com a Meta, que oferece a gratuidade do serviço de envio de notificações. Para o desenvolvimento do chatbot, foi firmada uma colaboração com a Robbu, empresa licenciada pelo WhatsApp no Brasil. Já a tecnologia que realiza o processamento das regiões, do envio dos alertas, qual população vai receber a informação, é toda do MDR.

Atualmente, a população brasileira já recebe alertas de desastres por outros meios, inclusive SMS, Telegram, TV por assinatura e, também, pelo Google. O envio dos alertas aos cidadãos tem como objetivo desenvolver a percepção de risco pela população e, consequentemente, prevenir ocorrências graves. Em casos de alagamentos, por exemplo, dicas simples podem evitar acidentes e reduzir danos materiais. É o caso das seguintes orientações que poderão ser encaminhadas pelas defesas civis locais: “Nunca atravesse pontes, ruas ou avenidas alagadas, mesmo estando de carro, moto ou bicicleta, pois a força da água poderá arrastá-lo” e “Se for imprescindível trafegar, tenha cuidado redobrado com buracos e bueiros sem tampas ou encobertos pela água”.

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.