Comunicação: a chave para garantir a segurança em zonas remotas

Apesar da popularização do acesso a qualquer informação na velocidade do 4G, essa praticidade ainda não é algo acessível para todos os brasileiros

Author Photo
10:12 pm - 30 de dezembro de 2019

A maioria das pessoas já se acostumou com a tecnologia na palma da mão. A vida flui de forma tão mais ágil que sequer ousamos parar para pensar como seria o mundo hoje sem um smartphone. Mas, apesar da popularização do acesso a qualquer informação na velocidade do 4G, essa praticidade ainda não é algo acessível para todos os brasileiros, uma vez que existem muitas localidades onde nem o sinal de telefone é capaz de alcançar.

Esse é um ponto preocupante, porque se dependerem do sinal das operadoras, muitas pessoas em regiões mais remotas, como as zonas rurais, por exemplo, muitas vezes ficam incomunicáveis. Isso significa que, em casos de emergência ou acidente, a vítima é incapaz de acionar o 192 do SAMU ou 193 dos Bombeiros. Além disso, em ocorrências criminais o 190 também não seria uma opção, e não haveria meio de buscar socorros para um fazendeiro que está presenciando a invasão da sua propriedade ou até mesmo um acidente.

Apesar das dificuldades com sinais convencionais e com a conexão da internet, existe uma tecnologia que persiste nesses cenários e ganha cada vez mais força à medida que se integra com as novas tecnologias: o rádio.

Empresas de todos os portes, e até mesmo usuários comuns, investem no rádio digital como via de transmissão de voz e de dados como uma prática efetiva de segurança em localidades remotas. Onde extensão e constância de sinal são os maiores desafios para os meios tradicionais, o rádio se firmou como a única opção que consegue garantir comunicação em tempo real e sem falhas.

E não é à toa que mesmo em grandes metrópoles, autoridades como policiais e bombeiros estão munidos de rádio, e não com um smartphone. Apesar da infraestrutura quase sempre garantir que tudo vai dar certo, quando se trata de segurança, a melhor estratégia é trabalhar com as chances do que pode dar errado. O rádio funciona, é confiável e simples – e é exatamente disso que se trata a segurança atualmente, onde a garantia de conectividade pode salvar vidas a todo momento.

Com a atualização do sinal de rádio para o digital, um mar de possibilidades se abriu, e as novas tecnologias como Inteligência Artificial, Internet das Coisas e Machine Learning chegaram para transformar positivamente o mercado global de segurança. Um sistema integrado a plataformas conectadas é capaz de garantir monitoramento contínuo e em tempo real, de forma automatizada para uma população que rotineiramente sequer consegue utilizar um celular.

É possível localizar rapidamente indivíduos ou veículos por meio de softwares de análise baseados em Inteligência Artificial e alertar as autoridades locais caso seja detectada qualquer movimentação fora do habitual. Um fazendeiro pode, de qualquer lugar em sua fazenda, se comunicar com um vizinho ou com

a polícia, caso observe movimentação estranha em sua fazenda. Ou até mesmo, em outra situação, o mesmo fazendeiro pode estar em São Paulo, monitorar sua fazenda em uma cidade remota e acionar a polícia caso desconfie que seu gado esteja se movimentando de maneira suspeita em direção a área externa da propriedade, sugerindo furto.

A automatização que os serviços integrados com Internet das Coisas e Machine Learning são capazes de entregar também podem literalmente salvar vidas todos os dias. Seja em casos de acidentes no trabalho ou em estradas, existem dispositivos no mercado que, combinados com essas tecnologias, conseguem detectar o perigo e enviar a ajuda necessária, somente por meio de sensores. O socorro imediato é garantido mesmo que a vítima esteja inconsciente ou sem condições de sinalizar o perigo sozinha.

Além da segurança, esses fatores também trazem um resultado de enorme importância para as autoridades: aumento de agilidade. Com profissionais capazes de monitorar, planejar e executar ações em períodos cada vez mais curtos, o tempo de resposta para atender os chamados consequentemente também reduz drasticamente. E quando falamos de deslocamento para áreas de difícil acesso, a corrida contra o tempo é um fator decisivo.

A segurança é um direito de todos, independente de onde estejam localizados, e a comunicação é um elemento fundamental em toda e qualquer missão, seja crítica ou não, para garantir que as medidas necessárias sejam executadas. E para que os moradores e trabalhadores rurais possam viver com mais tranquilidade e conforto, o rádio digital permanecerá como o maior aliado.

*Por Luís Rocha, gerente de canais da Motorola Solutions Brasi

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.