Claro, Embratel, Ericsson e Parque Tecnológico SJCampos fomentam P&D em 5G

Parceria contempla a criação de um ambiente de desenvolvimento e testes no parque para viabilizar a oferta de soluções 5G e IoT

Author Photo
2:15 pm - 14 de setembro de 2021
Parque Tecnológico São José dos Campos (Foto: Divulgação)

A Claro, a Embratel, a Ericsson e o Parque Tecnológico São José dos Campos fecharam um acordo de cooperação para desenvolver, validar e testar soluções voltadas para 5G, internet das coisas e IoT-mobile. O foco é criar tecnologias voltadas para indústria 4.0, agronegócio, saúde, smart city e educação.

O acordo visa identificar empresas e instituições científicas e tecnológicas associadas ou não ao parque tecnológico e interessadas em criar em conjunto novas ferramentas para endereçar necessidades de seus negócios e clientes. Com a novidade, São José dos Campos tem potencial de se tornar uma das primeiras cidades 5G do país.

Para tanto, o parque receberá um ambiente de teste e desenvolvimento que rodará na frequência 3,5GHz, usando 5G standalone, a partir de licença científica concedida pela Anatel à Claro. Já a infraestrutura 5G que será instalada no parque será fornecida pela Ericsson, que também entregará a solução de Core 5G que apoiará os testes das soluções desenvolvidas.

Leia mais: IBM lança terceira edição da Maratona Behind the Code na América Latina

A Embratel fica a cargo da integração das tecnologias desenvolvidas e da oferta das soluções aos mais diversos segmentos. A empresa também atuará na avaliação e atração, junto ao parque tecnológico, de novas parcerias com companhias e startups para fazerem parte do projeto.

Com mais de 300 empresas e instituições vinculadas a programas que estimulam o desenvolvimento de negócios, parcerias e oportunidades, o parque tecnológico será responsável por fomentar a colaboração entre empresas consolidadas e startups instaladas em sua estrutura. Também viabilizará o compartilhamento de informações e a condução de projetos de P&D&I na estrutura de testes e desenvolvimento.

“Ter a Ericsson e a Claro e a Embratel envolvidas conosco na pesquisa e no desenvolvimento de inovações relacionadas ao 5G é algo extremamente estratégico e ajudará os nossos associados a criarem novas soluções e produtos que atendam às necessidades dos seus clientes e a endereçarem questões importantes dos seus negócios”, comentou diretor-geral do Parque Tecnológico São José dos Campos, Marcelo Nunes.

Em março, a Ericsson inaugurou na fábrica localizada na cidade a primeira linha de fabricação de 5G da América Latina e do hemisfério Sul. “São José é uma região estratégica para nós e queremos ajudá-la a se tornar uma das primeiras cidades verdadeiramente 5G do país”, realçou Tiago Machado, vice-presidente de negócios da Ericsson.

Para Rodrigo Duclos, diretor do beOn Claro, o hub de inovação da Claro, o parque oferece o ambiente ideal para fomentar iniciativas voltadas à inovação aberta, principalmente em relação ao 5G. “Queremos nos conectar a esses atores e gerar produtos e serviços que possam ser desenvolvidos, testados e escalados de forma que tenham potencial de, no futuro, integrar o nosso portfólio servindo os nossos clientes de vídeo, banda-larga e celular, além do mercado corporativo”.

Por fim, Adriano Rosa, Diretor-Executivo da Embratel, afirma que a parceria resulta em um importante espaço para a inovação com foco em apoiar o mercado corporativo na sua jornada de crescimento na nova economia digital. “Acreditamos que o 5G e o IoT são fundamentais para o futuro dos negócios e irão impulsionar como nunca a economia no Brasil nos próximos anos”.

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.