94% das empresas estão gastando demais na nuvem, diz relatório

Os entrevistados de um relatório da HashiCorp-Forrester disseram que estavam gastando demais na nuvem devido a uma combinação de fatores

Author Photo
9:16 am - 15 de agosto de 2022

A grande maioria das empresas em todo o mundo está gastando demais na nuvem, de acordo com um novo relatório da HashiCorp-Forrester.

Em uma pesquisa que contou com a participação de mais de 1.000 tomadores de decisão de TI na América do Norte, Europa, Oriente Médio e Ásia-Pacífico, 94% dos entrevistados disseram que suas organizações tinham gastos notáveis ​​e evitáveis ​​na nuvem devido a uma combinação de fatores, incluindo recursos subutilizados e superprovisionados, e falta de habilidades para utilizar a infraestrutura em nuvem.

Recursos subutilizados estavam entre os principais motivos para gastos excessivos, mostrou o relatório, com mais de 66% dos entrevistados listando-os, seguidos por 59% e 47% dos entrevistados alegando que recursos superprovisionados e falta de habilidades necessárias foram responsáveis pelo desperdício, respectivamente.

Outros 37% dos entrevistados também listaram a conteinerização manual como um contribuinte para gastos excessivos na nuvem.

Quase 60% dos entrevistados disseram que já estão usando infraestruturas multicloud, com 21% adicionais dizendo que vão migrar para essa arquitetura nos próximos 12 meses.

O relatório mostrou que a maioria das empresas pesquisadas já estava usando infraestruturas multicloud.

Infraestrutura multicloud funciona para a maioria das empresas

Além disso, o relatório disse que 90% dos entrevistados afirmaram que uma estratégia multicloud está funcionando para suas empresas. Isso contrasta com apenas 53% dos entrevistados afirmando que essa estratégia estava funcionando para eles na pesquisa do ano passado.

A confiabilidade foi o principal impulsionador da adoção de multicloud este ano, com 46% dos entrevistados citando-a como o principal motivo para adotar a arquitetura de computação. A transformação digital ficou em segundo lugar este ano, citada por 43% dos entrevistados como o principal fator para a mudança para multicloud, caindo do primeiro lugar no ano passado.

Outros fatores que impulsionaram a adoção de multicloud este ano incluíram escalabilidade, segurança e governança e redução de custos.

Quase 86% dos entrevistados afirmaram que dependem de uma equipe de operações e estratégia de nuvem, pois executam tarefas críticas, como padronizar serviços em nuvem, criar e compartilhar práticas e políticas recomendadas e centralizar a segurança e a conformidade da nuvem, mostrou o relatório.

A escassez de habilidades foi a principal barreira para a adoção de multicloud, com 41% dos entrevistados listando-a como o principal motivo. Algumas das outras barreiras listadas pelos entrevistados incluíram equipes trabalhando em silos, compliance, gestão de riscos e falta de treinamento.

Além disso, quase 99% dos entrevistados disseram que a automação da infraestrutura é importante para operações multicloud, pois pode fornecer benefícios como infraestrutura de TI de autoatendimento mais rápida e confiável, melhor segurança e melhor utilização dos recursos da nuvem, além de uma resposta mais rápida a incidentes.

Oitenta e nove por cento dos entrevistados disseram ver a segurança como um fator-chave para o sucesso da multicloud, com quase 88% dos entrevistados afirmando que já confiavam em ferramentas de automação de segurança. Outros 83% dos entrevistados disseram que já utilizam alguma forma de infraestrutura como código e automação de infraestrutura de rede, segundo o relatório.

Tags:

Newsletter de tecnologia para você

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.