Materiais para Download
Descubra a Rede IT Mídia
Conheça os Fóruns

Experiência do colaborador: a estratégia da Dell para RH

Apontada como uma das melhores marcas para se trabalhar pelo Great Place to Work TI, companhia prega equilíbrio e conexão para entregar resultados

Por  Tiago Alcantara

19:58 - 17 de novembro de 2020
Compartilhar
A líder de RH da Dell Technologies, Fernanda Kessler | Foto: Divulgação

A pandemia provou que o trabalho em uma série de atividades pode ser executado em qualquer lugar. Por outro lado, há uma premissa que não foi desafiada pelo novo cenário: a criação de ambientes abertos, inovadores e diversos tem papel fundamental no desenvolvimento de líderes e colaboradores. Na edição de 2020 do ranking Melhores Empresas para Trabalhar em TI, realizado pelo Great Place To Work (GPTW) e divulgado pela IT Mídia, a Dell Technologies lidera a Categoria 1.000 funcionários e acima.

E qual o motivo? Para a líder de RH da Dell Technologies, Fernanda Kessler, por oferecer “um ambiente pautado pela ética nas relações, respeito a diversidade, meritocracia, flexibilidade e o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional”. A marca estimula uma cultura de comunicação verdadeira com os colaboradores, na qual líderes e o time são incentivados a exporem suas ideias e não ter medo de errar.

“Mostramos como uma empresa com estratégia clara e profissionais preparados conseguem criar não só a maior empresa de TI privada do mundo, mas a companhia mais bem preparada para responder às demandas dos clientes relacionadas à transformação digital”, aponta Kessler.

Veja também: Diego Puerta, novo líder da Dell no Brasil: posição não escolhe hora

No que tange ao equilíbrio entre trabalho e lazer, a líder de RH explica que a marca tem uma filosofia baseada em: Achievement (Realização), que envolve os objetivos profissionais do ponto de vista de resultados; Balance, cujo objetivo é justamente o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal; e Connection (conexões), relacionado à construção de relações fortes para que os profissionais possam se desenvolver.

Trabalho remoto? Sem novidades

A companhia implementou um sistema de trabalho flexível/remoto quase uma década antes da chegada da pandemia. “A Dell foi uma das empresas no País a implementar um programa de trabalho remoto, em 2011, chamado Connected Workplace, e que oferece opções de local e horário de trabalho mais flexíveis”, conta a líder de RH da marca.

Segundo Kessler, a política envolve o apoio necessário para que os profissionais atuem a distância, como: ajuda de custo para manutenção da infraestrutura e treinamentos para que as pessoas se adaptem ao trabalho remoto. “Antes da pandemia, 65% dos colaboradores já eram elegíveis ao programa de trabalho remoto. Durante o período de isolamento social, estamos trabalhando na versão 2.0 do Connected Workplace, e devemos ampliar o número de posições elegíveis aos benefícios de trabalho remoto. Para isso, trabalhamos constantemente em desenvolver ferramentas inovadoras para melhorar a experiência do colaborador”, explica a gestora de pessoas da Dell.

Isso não quer dizer, no entanto, que a companhia não tomou medidas durante a pandemia, já que cerca de 90% dos colaboradores está trabalhando de forma remota. “Estamos realizando diversas ações voltadas para gestão de pessoas e principalmente, a manter a saúde mental e o equilíbrio emocional dos nossos times”, comenta Kessler.

Diversidade e metas

Dentre as iniciativas, estão: reuniões, palestras e mesas redondas virtuais abordando os mais diversos assuntos, com foco no bem estar e em como atuar neste momento atípico.

Outro tema bastante comentado nos últimos anos pela indústria de tecnologia, a diversidade também é assunto na Dell. A marca não compartilha dados sobre números de promoções e demografia por conta da política geral de proteção de dados, uma diretriz global. Mesmo assim, a líder de RH lembra que a empresa renovou o seu compromisso junto à Diversidade e Inclusão para 2030.

Assim, como parte do plano Progress Made Real, a Dell firmou o compromisso global de ter 50% da força de trabalho formada por mulheres. Além disso, ter 40% de mulheres em posições de liderança na próxima década.

Finalistas GPTW TI – Categoria 1.000 funcionários e acima

1º – Dell Technologies

2º – SAP Labs Latin America

3º – Mercado Livre

 

Load more