Materiais para Download
Descubra a Rede IT Mídia
Conheça os Fóruns

Previsões de tecnologia no ambiente de trabalho para 2020 (e além)

Tendências digitais que moldarão o futuro do trabalho

Por  *Por Richard Mcgill Murphy

12:39 - 2 de fevereiro de 2020
Compartilhar

Campo customizado : usp_custom_field : ServiceNow

Estamos naquela época do ano novamente – quando fazemos previsões sobre o ano que se inicia. Aqui na Workflow, não tentamos adivinhar quem vencerá o Super Bowl ou se os mercados subirão ou cairão em 2020, no entanto, temos algumas ideias sobre a mudança do relacionamento entre pessoas e tecnologia no ambiente de trabalho.

Neste ano fizemos pesquisas com tecnólogos seniors da ServiceNow sobre o que está reservado para as empresas de tecnologia em 2020 e além. Suas previsões se baseiam em um tema consistente: como as empresas usarão a tecnologia para melhorar o design e as entregas de serviços de funcionários.

Para as empresas focadas nos difíceis desafios de engajar e reter seus melhores talentos, essas são algumas tendências que merecem atenção – e talvez investimento – no futuro.

Seu próximo assistente pessoal pode ser um bot

No próximo ano, os avanços no entendimento da linguagem natural ajudarão as empresas a minimizar, senão eliminar completamente, o envolvimento humano em uma ampla gama de processos empresariais
Os chatbots alimentados por inteligência artificial permitirão fornecer aos executivos um assistente pessoal virtual, automatizando tarefas demoradas, como reservar viagens empresariais, agendar reuniões e gerenciar listas de tarefas. Para aliviar as pessoas destas tarefas repetitivas, as empresas que implementam chatbots perceberão ganhos significativos de produtividade.

—Dave Wright, diretor de inovação, ServiceNow

Colaboradores se ajudam

Em 2020, a IA (inteligência artificial) turbinará o autoatendimento dos colaboradores. Os sistemas inteligentes facilitarão a localização de informações, o gerenciamento de fluxos de trabalho e a adoção de uma abordagem mais proativa para o início e a conclusão de projetos. Por exemplo, esses sistemas usam o aprendizado de máquina para otimizar solicitações nos processos de aprovação: agrupando solicitações, automatizando aprovações padrão e sinalizando anomalias.

Finalmente, um número crescente de interações de autoatendimento passará para interfaces e dispositivos móveis de conversação/bate-papo, à medida que os colaboradores se tornam ainda menos dependentes das configurações de trabalho tradicionais. Eles também ocorrerão via desktop, voz e outras interfaces emergentes.

– Boaz Hecht, vice-presidente de gerenciamento de produtos de plataforma, ServiceNow

RH ágil substitui o RH antigo

O conceito de RH Ágil passará de uma prática experimental para ampla adoção em 2020, impulsionado por empresas de tecnologia que aplicam metodologia ágil em todas as suas organizações. É um empreendimento importante para transformar um modelo tradicional de RH em um modelo ágil, mas benefícios significativos estão em jogo: as equipes de RH desempenham um papel muito mais ativo no projeto e na digitalização dos fluxos de trabalho dos colaboradores e em uma cooperação muito mais estreita com os próprios colaboradores.

Embora os conceitos de colaboração, foco no cliente e melhoria contínua possam parecer estranhos para muitos CHROs, focar no RH em uma estrutura de projeto centrada no usuário permitirá que as organizações inovem com maior velocidade para atrair e reter os melhores talentos.

– Matt Parrish, diretor de experiência de talentos digitais, ServiceNow

Silos empresariais tradicionais começam a desaparecer

Ao longo dos próximos três a cinco anos, o aprimoramento da experiência dos colaboradores se tornará uma das principais prioridades das empresas que procuram recrutar e reter os melhores talentos. Mas você não pode criar uma experiência perfeita para os colaboradores quando políticas de pessoal, tecnologia e espaços de trabalho são controlados por entidades separadas.

É por isso que acredito que os departamentos tradicionais de RH, TI e instalações baseados em silo se fundirão no que será conhecido como o Escritório de Experiência do Colaborador.

A medição do desempenho do gerente também se tornará mais crítica. Em um futuro próximo, os gerentes serão conectados a sistemas digitais que registram seus níveis de engajamento, padrões de gerenciamento, quantas vezes eles têm reuniões individuais com os colaboradores ou viajam para visitar trabalhadores remotos. À medida que os gerentes obtêm métricas que permitem a melhoria contínua, as organizações colhem os benefícios do sucesso aprimorado no recrutamento e níveis mais altos de retenção.

– Pat Wadors, diretor de talentos, ServiceNow

As organizações equilibram humanos e IA

A IA terá um impacto profundo no trabalho. À medida que aplicativos e ferramentas de IA assumem tarefas mais rotineiras, as organizações precisarão investir em processos de reequipamento, capacitando novamente os colaboradores e repensando as descrições de trabalhos.
As empresas debaterão como os serviços automatizados dos colaboradores devem ser ao gerenciar a nova divisão geracional – entre colaboradores que esperam o toque humano e colaboradores que se consideram nativos digitais.

—Blake McConnell, vice-presidente sênior de produtos de fluxo de trabalho dos colaboradores, ServiceNow

*Por Richard Mcgill Murphy

Load more