Materiais para Download
Descubra a Rede IT Mídia
Conheça os Fóruns

Pandemia impulsiona nova era de colaboração tecnológica

A vida será melhor para todas as pessoas do mundo depois que a Covid-19 for uma página virada

Por  Gisselle Ruiz Lanza

17:00 - 28 de setembro de 2020
Compartilhar
Arab Business man handshake to his business partner in meeting, Professional teamwork concept

Conforme passamos pelo ciclo de vida da resposta à pandemia, ficou claro que o novo coronavírus mudou a indústria, a forma de trabalhar e a sociedade como um todo. Como líder de uma empresa de tecnologia, nosso trabalho nesse cenário atual trouxe algumas reflexões e lições importantes: a tecnologia usada em todo seu potencial é capaz de salvar e mudar vidas; ninguém é capaz de resolver esses problemas sozinho; e para acelerarmos ainda mais o nosso crescimento, como empresas, precisamos nos unir aos nossos clientes e comunidades a fim de tornar o mundo um lugar melhor.

A vida será melhor para todas as pessoas do mundo depois que a Covid-19 for uma página virada. Médicos e pacientes poderão se comunicar mesmo que de longe, através da telemedicina. Educadores poderão elaborar um ensino híbrido e mais completo, através da adoção do ensino à distância e o equilíbrio com a aula presencial, tornando as aulas mais efetivas e personalizadas. Curas para muitas outras doenças virão a partir do compartilhamento privado, seguro e eficiente de dados. Entre outras mudanças geradas com o apoio da tecnologia.

Veja também: mais de 100 certificações gratuitas para rechear seu currículo

Esse período em que estamos vivendo, está acelerando uma transformação digital dentro das empresas e da rotina das pessoas. É preciso saber que a tecnologia pode gerar benefícios tanto para os negócios, quanto no dia a dia quanto no combate aos maiores desafios da sociedade, não somente no Covid-19, como também nos acontecimentos futuros. E, para isso acontecer, precisamos abraçar a era da colaboração tecnológica.

Tecnologia presente em todos os setores

Parcerias público-privadas são cada vez mais necessárias e mostram o poder que a comunidade tem como um todo, quando juntamos forças. No combate ao Covid-19 na área da saúde, podemos citar a parceria público-privada para o desenvolvimento de uma pesquisa para auxiliar no diagnóstico de Covid-19 por meio da tosse. Intitulada SoundCov, essa pesquisa tem como objetivo criar uma ferramenta de apoio para o diagnóstico a distância da Covid-19 e de outras doenças pulmonares por meio de um sistema de reconhecimento de tosse, índices clínicos e epidemiológicos. Atualmente, a pesquisa está em fase de coleta de dados e, com as amostras coletadas, a previsão é que o serviço fique à disposição da população por meio dos serviços públicos e de forma online e prática em até 30 dias.

Além de soluções que buscam descobrir a causa da Covid-19 e como diminuir seu efeito aos pacientes confirmados, também é extremamente necessária a preocupação e ações para impedir a propagação do vírus e, com a adaptabilidade da tecnologia, soluções antes pensadas para uma determinada finalidade, podem ter outro significado. Um exemplo são smartcameras que, com

o auxílio de inteligência artificial (IA), eram utilizadas para detectar atitudes duvidosas de uma pessoa e comportamento impróprio de motoristas, por exemplo, e que agora, estão tendo sua finalidade adaptada para detectar quantidade de pessoas, distanciamento entre elas e se estão utilizando máscaras, para evitar aglomerações e contato direto dentre as pessoas. Soluções deste tipo já estão em funcionamento em empresas do setor privado e no setor público e mostra um pouco do papel da tecnologia no novo normal.

Precisamos tirar ensinamentos das necessidades e entender a contribuição que a tecnologia está tendo em nossas vidas e no combate ao vírus. Essa é a única forma para que a tecnologia prospere.

Empresas mais criativas

Estamos passando por um momento histórico sem precedentes que não poderia ser antecipado por ninguém, inclusive pelas empresas. Ainda é difícil calcularmos os efeitos da pandemia, mas já sabemos que a criatividade tem feito a diferença para muitas empresas, sejam elas digitais ou não. O principal desafio e necessidade nesse período, tem sido a adaptação dos negócios, que precisaram rever seus planos e estratégia com agilidade para se adequarem a esta nova realidade.

Nesse momento, as empresas precisam aprender a operar com mais empatia, agilidade e resiliência. Ao olhar para os nossos produtos, não podemos enxergar apenas aquilo que já sabemos que eles podem fazer, mas as possibilidades para um mundo diferente. Fora das nossas quatro paredes, pudemos nos unir de forma inédita aos clientes, parceiros e à comunidade – e vimos a diferença que o trabalho conjunto pode fazer quando todos pensam e agem coletivamente.

Nossa iniciativa de tecnologia de resposta ao vírus não pode resolver todos os desafios que estamos enfrentando, mas o que pudermos aprender e ensinar aos outros depois desse evento irá estabelecer uma fundação robusta para o futuro.

A tecnologia chegou para melhorar a vida das pessoas, especialmente em um mundo cheio de desafios como o de hoje. É muito inspirador ver as pessoas se beneficiando da tecnologia no seu dia a dia, seja profissionalmente, para estudar ou até para se aproximar de seus entes queridos, mesmo à distância. Hoje, máquinas, dispositivos e equipamentos são essenciais para a sobrevivência onde o virtual está cada vez mais próximo do real. A todos, minha dica é enxergar as novas tecnologias como facilidades criadas para amparar e auxiliar, não como empecilhos, pois é para isso que a tecnologia é feita: para as pessoas.

*Gisselle Ruiz Lanza é a Diretora Geral da Intel Brasil

Load more