Materiais para Download
Descubra a Rede IT Mídia
Conheça os Fóruns

Afinal, o que significa Transformação Digital?

Hoje vamos debater um pouco sobre o que Transformação Digital realmente significa, e entender sobre o contexto histórico que a permeia.

Por  *Victor Navarrete

11:01 - 29 de janeiro de 2020
Compartilhar

Um pouco de contexto histórico nos leva a entender os caminhos dessa evolução que está revolucionando as estruturas das empresas. 

Um contexto histórico

A velocidade e agilidade da mudança nem se comparam aos dias de hoje. As Revoluções Agrícola e Industrial tiveram um profundo impacto na sociedade e na organização da jornada de trabalho. Como outcome, uma otimização dos esforços de mão de obra e aumento da produção. Ao mesmo tempo, a criação de processos burocráticos, estruturas hierarquizadas e lentidão na tomada de decisões. As necessidades do cliente foram deixadas de lado em detrimento dos objetivos do negócio e da visão de produto de cada companhia.

Hoje, vivemos um novo momento, a Era Digital (ou da Informação), que resulta em um acelerado processo de evolução. Inclusive impactando a maneira como nos organizamos e desenvolvemos nossas rotinas de trabalho. Mais ainda, uma mudança exponencial de comportamento e hábitos de consumo, impulsionada, principalmente, pela tecnologia. 

Isso, aliás, afeta diretamente o modo como as empresas se relacionam com seus clientes. Estão cada vez mais exigentes, informados e com acesso a soluções mais inovadoras.

Sim, aqui estamos falando das startups. Ao se dedicarem integralmente à solução de um problema específico, acabam por trazer serviços e produtos que não só facilitaram a vida de clientes, como os encantou com boas experiências. O desafio das grandes companhias passou a ser, então, se atualizar para seguir atendendo a esse público – agora com opções, conectados e com mais senso crítico. 

Os pilares da Transformação Digital

E onde entra a Transformação Digital nisso? É justamente ela que irá possibilitar essas empresas de rever suas estruturas e estratégias para ganharem a agilidade de “revidar” (ou, pelo menos, não perder mercado) e também de “atacar” (afinal, uma empresa não consegue sobreviver no mercado somente com estratégias de defesa mas também sendo protagonista criando novos mercados). Na visão da ACE, essa transformação é baseada em quatro pilares: Negócio, Cultura, Técnico e Organizacional. Quanto a isso, destaco três princípios:

  • Entre os drivers de transformação, comece pelo “pessoas”. Inovação acontece através delas;
  • Digitalização de processos não é Transformação Digital;
  • A empresa precisa adequar a sua cultura. Ou seja, trabalhar a estrutura organizacional é fundamental para desburocratizar processos e tornar a empresa mais ágil e, consequentemente, entregar mais valor ao seu cliente.

Com o foco no desenvolvimento ágil do negócio, Transformação Digital é mais que tecnologia – que, no fim, não gera diferencial competitivo -, é comportamental e cultural. O que está por trás disso é uma readequação dos processos (menos burocracia, hierarquia, e mais autonomia e agilidade na execução das atividades), no treinamento das pessoas (adoção de metodologias ágeis), e, por fim, na mudança cultural da empresa.

Load more